Felipe Neto recusa convite para cargo de gestão no Botafogo; saiba o motivo

Nathália Almeida
90min

Nas últimas semanas, uma polêmica de rede social acabou mudando estruturalmente os bastidores do Botafogo. Por conta de uma declaração inoportuna, que gerou enorme repercussão negativa entre os torcedores alvinegros (veja ​aqui), o vice-presidente de comunicação do Glorioso, Marcio Padilha​acabou sendo oficialmente desligado do clube.


Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Já segue a gente no Instagram? Clique aqui e venha para a Casa dos Torcedores!

Pensando grande, o Botafogo convidou o youtuber e atual patrocinador alvinegro, Felipe Neto, para ocupar o cargo vago. Foram dias considerando a proposta, até que o mesmo recusasse formalmente a investida. Além da enorme carga de trabalho que o influenciador acumula atualmente, outro fator, explicado pelo próprio Felipe Neto à reportagem do ​UOL Esportes, foi fundamental para a sua decisão.


"Infelizmente não é o momento. O Botafogo precisa de mais do que uma reformulação do marketing e comunicação. O clube precisa de uma gestão de profissionais especializados em todos os setores. Quando isso acontecer, estarei lá para ajudar", afirmou.


Além de administrar dois canais no YouTube e uma série de empresas, Felipe Neto acredita que o clube precisa de uma profissionalização geral e profunda em seus cargos de gestão. Outro impeditivo é que, mesmo se aceitasse a oferta, ele não poderia assumir o exato posto de Marcio Padilha, já que para ser vice-presidente de alguma pasta é preciso somar ao menos cinco anos de sócio-proprietário. Felipe criticou esse 'engessamento' do Estatuto.


"Esse é mais um exemplo do quão ultrapassado e engessado é o estatuto do clube. Nem mesmo se você encontrar o profissional certo, pode oferecê-lo o cargo, tem que usar outra nomenclatura, uma que não seja tão especial, para que ele assuma a posição. A diferença de vice para diretor, embora seja apenas de palavras, é um exemplo de como o Botafogo é estruturado há muitos e muitos anos: pelo ego", concluiu.

​​

Leia também