Felipe Melo vê Palmeiras abaixo e prega concentração na volta

A derrota por 3 a 0 para a Ponte Preta, neste domingo, no Moisés Lucarelli, colocou o Palmeiras em situação difícil nas semifinais do Campeonato Paulista. Agora, o Verdão precisa vencer por no mínimo quatro gols de diferença no Palestra Itália. Felipe Melo, um dos líderes do elenco palmeirense, não aprovou o desempenho do time em Campinas.

“Hoje nós não fomos bem, mas é aquilo que eu falei também, nós não somos imbatíveis. A primeira derrota iria acontecer dessa maneira. É nessa hora que a gente vê os grandes guerreiros, os grandes líderes, os grandes jogadores e, sobretudo, os grandes times. Vamos correr atrás”, avaliou na saída de campo ao Sportv.

Para Felipe Melo, o Palmeiras precisa manter a concentração na partida de volta, que acontece no próximo sábado, às 19 horas (de Brasília), no estádio palmeirense, para reverter o placar e buscar a classificação à final do Campeonato Paulista.

“A gente tem que ter a mesma concentração como se de repente tivéssemos vencido o jogo. Três a zero é um placar amplo, é difícil de reverter realmente, mas não existe impossível, principalmente dentro do futebol. A gente quando ganha está todo mundo unido, sorrindo, mas eu falei há um tempo atrás daquela intimidade e essa intimidade vai fazer com que a gente corra o dobro para tentar reverter esse placar. Parabéns para a Ponte Preta que fez um ótimo jogo”, declarou.

A postura inicial do Palmeiras foi bastante criticada. Apático, o time viu a Ponte Preta começar com um ritmo alucinante e fazer 2 a 0 antes dos dez minutos de bola rolando. O terceiro gol sairia ainda no primeiro tempo, aos 33 minutos. Felipe Melo garante que as cobranças em cima da equipe servirão de combustível para o jogo da volta.

“Já teve cobrança dentro do vestiário. A gente vai cobrar, eu vou ser cobrado, vou cobrar do meu companheiro, mas tudo em prol do Palmeiras. Isso que é importante. Perdemos o jogo, agora está todo mundo chateado, mas não tem nada acabado”, completou o volante.

 

Leia também