Felipe Melo ignorado: Chiellini se desculpa só com Balotelli

Goal.com

Depois de criticar duramente seus ex-companheiros Felipe Melo e Mario Balotelli, Giorgio Chiellini se desculpou com o italiano em um programa de televisão com a participação dos dois, sem mencionar o brasileiro. O zagueiro admitiu que "cometeu um erro" ao falar do colega de seleção italiana.

A autobiografia lançada por Chiellini deu o que falar, o italiano fez comentários duros sobre alguns companheiros que repercutiram. Sobre Felipe Melo, Chiellini o chamou de "maçã podre": O pior dos piores. Não suporto os desrespeitosos, os que sempre querem ser o oposto dos outros. Com ele você sempre estava à beira de uma briga".

O zagueiro chegou a dizer, também, que Balotelli merecia um tapa por sua postura na Copa das Confederações de 2013: "Balotelli é uma pessoa negativa, sem respeito pela equipe". Sem deixar barato, o atacante respondeu ao colega em suas redes sociais

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Mas a dupla parece ter se entendido depois de ser colocada cara a cara - ou o mais próximo disso que seja possível no momento - em um programa de TV italiano, o Le Iene. Balotelli mandou uma camisa autografada ao ex-companheiro escrito: "Mesmo que você tenha me apunhalado pelas costas, eu ainda te amo. Um abraço”, e se disse surpreso por Chiellini vê-lo como uma pessoa negativa. "É a primeira vez na minha vida que você erra e eu não!", brincou.

O zagueiro então disse ter tido inveja de Balotelli: "Eu estava com inveja. Porque na vida você tem que cometer erros para melhorar". Chiellini seguiu dizendo que ficou em dúvida sobre acrescentar ou não as críticas em seu livro: "Eu estava indeciso. Mas não dizer nada ruim me soa falso e hipócrita", concluiu. 

"Cometi um erro e aprendi com ele e continuarei aprendendo com meus erros todos os dias", disse o zagueiro ao pedir desculpas, admitir que as críticas ao companheiro foram muito duras. 

Por fim, o zagueiro disse que ficaria feliz se a dupla se encontrasse na seleção italiana para a disputa da Eurocopa, no verão europeu de 2020.

Leia também