Felipe Melo e trio do Peñarol tomam suspensão preventiva de três jogos

A Conmebol suspendeu preventivamente o volante Felipe Melo, do Palmeiras, por três partidas da Copa Libertadores. Ele ainda será julgado pelo Tribunal Disciplinar da entidade para conhecer a pena definitiva, que pode ser maior ou menor que essa.

Três jogadores do Peñarol receberam a mesma suspensão preventiva: Nántez, Mier e Lucas Hernández. Todos se envolveram na grande confusão que ocorreu no gramado da arena Campeón del Siglo após o jogo da última quarta-feira.

Nántez e Hernández aparecem nas imagens agredindo o goleiro Fernando Prass. Mier tomou um soco de Felipe Melo após provocá-lo e persegui-lo.

Os quatro jogadores ficam fora enquanto aguardam o julgamento. Felipe Melo já não poderá enfrentar o Jorge Wilstermann, quarta-feira, em Cochabamba, enquanto os uruguaios desfalcam o Peñarol contra o Tucumán, terça-feira, na Argentina.

Os jogos que forem cumpridos agora já contam para uma eventual suspensão definitiva. A pena mínima para agressão, de acordo com o Regulamento Disciplinar da Conmebol, é de três partidas.

A suspensão preventiva pode ser boa para Felipe Melo. Se ele ficasse livre enquanto o julgamento não acontece, jogasse contra o Wilstermann e na sequência recebesse uma pena de três jogos, cumpriria no último jogo da primeira fase e nos dois jogos das oitavas, caso o Palmeiras confirme a vaga.

Palmeiras e Peñarol também foram denunciados pelos incidentes. Os clubes têm até sexta-feira que vem para apresentarem suas defesas.











E MAIS: