Felipe Melo diz que fica no Verdão e pede torcida sem 'mimimi' com Roger

Felipe Melo durante a entrevista coletiva desta quinta-feira, na Academia (Foto: Thiago Ferri)

Um dos jogadores mais queridos pela torcida do Palmeiras, Felipe Melo foi o primeiro funcionário do clube a falar sobre Roger Machado, técnico contratado para 2018. Em entrevista coletiva na Academia de Futebol, o meio-campista avisou que seu futuro será no Verdão e pediu para que os torcedores abracem o novo comandante, que assinará contrato até o fim de 2018.

- Vejo hoje o Grêmio na final de uma Libertadores, com méritos grandes do Renato (Gaúcho), mas o início de trabalho foi do Roger. Ele teve um trabalho bom também no Atlético-MG. A torcida tem de abraçar, cara. Se começar com muito "mimimi", muito "mas, mas, mas", não adianta. Vi o Luis Enrique ser massacrado na Roma, e ele foi para o Barcelona ser campeão da Champions. As pessoas que querem trabalhar precisam de uma chance, e esses estudaram para isso, além de terem sido jogadores - explicou.

Na internet, os palmeirenses mostraram-se divididos quanto à escolha do técnico - Mano Menezes e Abel Braga foram nomes que a diretoria também tentou. No fim, o Verdão decidiu pelo ex-comandante de Grêmio e Galo, que já era um desejo após a primeira saída de Cuca, no fim de 2016.

Roger terá, provavelmente, Felipe Melo à sua disposição no próximo ano. Depois de ter problemas com Cuca e chegar a ser afastado do elenco, o camisa 30 voltou a ser titular com Alberto Valentim. Suspenso contra o Avaí, ele deve voltar à equipe contra o Botafogo. E espera estar em 2018 na Academia.

- Eu tenho mais dois anos de contrato com o Palmeiras e o meu amanhã é aqui. Eu falei que a vida de um jogador de futebol é assim, hoje estou aqui e amanhã posso estar em outro lugar. Mas só vou embora se os caras me mandarem embora. Como creio que não vá acontecer, meu amanhã é aqui - encerrou.








E MAIS: