Felipe Melo comete gafe ao defender Eduardo, e Galiotte garante treinador

O Palmeiras não chegou próximo de fazer o que precisava e acabou eliminado do Campeonato Paulista. Necessitando de ao menos três gols, já que perdeu a partida de ida por 3 a 0 em Campinas, o Verdão bateu a Macaca pelo placar mínimo, mas não avançou à final do Estadual.

Após o confronto, porém, o volante Felipe Melo, líder do elenco e autor do gol da vitória, e o presidente Mauricio Galiotte defenderam o trabalho do técnico Eduardo Baptista. O treinador segue sem conseguir seu primeiro título na carreira.

“Como vamos criticar um cara (Eduardo Baptista) que tem mais de 80% de vitória? Somos líderes da competição. O Baptista mudou o esquema do Palmeiras hoje e dominamos o jogo. Agora temos que mudar a chave, estamos em uma competição importante. Como a torcida diz: é obsessão”, afirmou o volante Felipe Melo.

Apesar dos elogios, Felipe Melo cometeu uma gafe ao defender Eduardo Baptista. O treinador tem, na verdade, 68% dos aproveitamentos dos pontos na temporada. Em relação ao número de vitórias, são 13 triunfos em 21 jogos, o que equivale a 61% de triunfos nas partidas. Sem se ater à números, o presidente Mauricio Galiotte teceu elogios ao trabalho do treinador e o garantiu até o final do ano.

“O Eduardo é técnico do Palmeiras. Segue até o final do ano. Estávamos diante de um jogo decisivo, se não fizéssemos três gols, não seguiríamos no campeonato. Tivemos várias chances de gol, mas não conseguimos marcar. Ficamos tristes pela eliminação no Paulista, entendíamos que poderíamos ser campeões. O elenco do Palmeiras é muito forte, seguramos jogadores do ano passado, trouxemos outros em 2017. Nosso trabalho está mantido. Palmeiras sai mais forte hoje”, afirmou o mandatário.

“Qualquer erro é fatal. Tivemos o jogo de Campinas depois de uma batalha contra o Peñarol. Estamos pagando muito caro. Temos total condição de vencer a Ponte, mas o primeiro jogo fez diferença”, finalizou o presidente do Verdão.

O Palmeiras volta suas atenções agora para a Copa Libertadores, e retorna a campo nesta quarta-feira, quando visita o Peñarol-URU, às 21h45 (de Brasília), no Estádio Campeón del Siglo, no Uruguai. O Verdão lidera o Grupo 5 do torneio sul-americano com sete pontos, um a mais que o Jorge Wilstermann-BOL. Já os rivais uruguaios tem três pontos, contra apenas um do Atlético Tucumán.