Felipe Melo celebra momento do Verdão e brinca com peso da camisa

Após jogar bem e vencer o Novorizontino por 3 a 0 no jogo de volta das quartas de final do Campeonato Paulista, o Palmeiras volta o seu foco para a Libertadores, competição em que enfrentará o Peñarol na quarta-feira, e o volante Felipe Melo comentou o momento do Verdão.

“(O Palmeiras) chega em um momento importante. Palmeiras chega depois de uma vitória importante. Contra um time que fez um bom Campeonato Paulista, que já tinha feito um bom campeonato no ano passado” comentou o ‘Pitbull’ alviverde. “Então, independente da vitória, destaco que a equipe vem do correndo, trabalhando e lutando dentro de campo. Acho que isso tem feito a diferença no Palmeiras”.

Durante evento da Uefa, o meio-campista de 33 anos foi muito bem-humorado ao ser perguntado sobre o peso da camisa do Peñarol, time que já conquistou cinco vezes a Copa Libertadores.

“Camisa pesada para mim é quando está molhada. O Palmeiras é time grande. O Peñarol é time grande, um dos maiores campeões. Independente disso, nós jogamos contra o Jorge Wilstermann, de repente a camisa não estava tão molhada e nos penamos até o último minuto para marcar o gol. Faz parte, isso é futebol. Hoje mão tem mais bobo. A gente tem que estar ligado.

Leia mais:

Felipe Melo responde a João Dória, mas evita polêmica sobre arbitragem

Prass lamenta calendário e espera solução para problemas do gramado

Felipe Melo também comentou sua famosa frase “se tiver que ir no Uruguai dar tapa na cara de uruguaio, eu vou dar”. “Não interpretaram mal não. As pessoas querem criar polêmica com aquilo que eu falei” afirmou. “Eu dei mole, de repente eu poderia ter utilizado uma outra frase, mas ninguém chega a ser jornalista porque comprou (o diploma). Jornalista é inteligente, não pode ser burro. Quer dizer, entenderam da maneira que eles quiseram entender. Mas eu já falei sobre isso e já me expliquei”.

*Especial para a Gazeta Esportiva