Felipe Melo aproveita microfone da SporTV e provoca torcida do Santos

O volante Felipe Melo não está mesmo para brincadeira no Campeonato Paulista. Ou está?

Durante o clássico contra o Santos, na Vila Belmiro, o Palmeiras aguentou vaias, xingamentos e uma provocação pesada vinda das arquibancadas, desde os primeiros momentos do aquecimento do time adversário em campo.

Manteve o empate em zero a zero no primeiro tempo e, na saída para os vestiários, uma cena curiosa: o volante palmeirense brincou com a torcida, pedindo que o xingassem mais alto. E fez dancinhas. O que aumentou o volume dos torcedores furiosos.

Segundo o repórter André Hernan, que acompanhou o clássico do campo, Melo foi até bem-humorado com sua dancinha: as provocações da torcida pra ele foram pesadas e ininterruptas, até aquele momento.

– Muitos jogadores no lugar dele fariam gestos obscenos, como já aconteceu muitas vezes. Mas ele só dançou em frente à torcida – relatou.

A resposta do Palmeiras veio em campo: venceu o Peixe de virada, por 2 a 1. Felipe Melo, claro, levou seu cartãozinho amarelo de estimação pra casa. Mas não deixou barato. E na saída do campo, após o encerramento da partida, deu sua alfinetada.

– Estou acostumado a jogar em caldeirão. Nunca vi um caldeirão como esse, com só 5, 7 mil pessoas no estádio…

Depois das risadas, o jogador completou.

– Brincadeiras à parte, eu sou de um tempo em que tínhamos Romário, Edmundo, provocando e brincando. Esse é o verdadeiro espírito do futebol, gente. Não deixem ele morrer.

Felipe Melo já tinha sido vítima de muitos xingamentos durante a semana, mas vindos de uma outra torcida. Disse em uma entrevista para uma rádio que “jogar com times pequenos tem o problema da retranca. Como o Corinthians, por exemplo”.

Resta saber se, em nossos tempos intolerantes, ainda há espaço para tais provocações, bem ao “estilo Viola nos anos 90”, dentro ou fora de campo.