Felipe Massa, uma vida ocupada e 'muito feliz' após deixar F1

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·3 min de leitura
(Foto de arquivo de Felipe Massa, na época em que era piloto da Williams (AFP/Andrej ISAKOVIC)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

O piloto Felipe Massa leva uma vida "muito feliz" e ocupada depois de se aposentar da Fórmula 1, que neste fim de semana realiza mais uma etapa em São Paulo.

Para quem pensa que Massa se despediu do automobilismo quando deixou a F1 no final de 2017, se engana. Ele participou em seguida da Fórmula E, o campeonato de veículos elétricos, entre 2018 e 2020, e agora está na Stock Car.

De volta ao país depois de 15 anos em Mônaco, abriu um restaurante na capital paulista e fechou parceria com uma marca que comercializa açaí.

“Estou muito feliz, estou curtindo a vida”, disse em entrevista à AFP. "É bom ter mais tempo para minha família, para meu filho. No final, você entende que ainda tem muitas coisas pela frente. E é bom ter tempo para você!"

Além disso, Massa, de 40 anos, assumiu a presidência da comissão de kart da Federação Internacional do Automóvel (FIA), com o objetivo de tornar a modalidade mais acessível para os jovens.

“Estamos trabalhando com fabricantes e equipes para entender como gastar menos na organização de corridas, viagens, quantidade de pneus usados, dias na pista”, explica o vice-campeão mundial de 2008 com a Ferrari.

- "A F1 está crescendo" -

Embora diga que já viu progresso, Massa "ainda não está satisfeito". “Não é fácil brigar com os fabricantes”, afirma.

“Eles são exatamente como na F1, querendo ficar o máximo de tempo possível na pista”, diz o brasileiro, que passou quinze anos na elite com a Sauber (2002-2005), Ferrari (2006-2013) e Williams (2014 -2017).

Voltando aos Grandes Prêmios este ano como embaixador, o ex-piloto está maravilhado com a virada que a modalidade deu desde que deixou a principal categoria do automobilismo mundial.

“É incrível ver a quantidade de espectadores nos circuitos da Bélgica, Holanda, Estados Unidos ou México”, comemora.

"Temos muitos novos fãs, talvez graças à Netflix [cuja série de documentários sobre a F1 é um sucesso], e todos eles são jovens."

“Outro dia eu estava no meu restaurante com [os pilotos] Charles (Leclerc) e Daniel (Ricciardo), você não pode imaginar quantos fãs estavam esperando do lado de fora”, declarou. "Você entende o quanto a F1 está crescendo."

- "Verstappen merece" -

"E a temporada é realmente fantástica, o que ajuda muito", disse o piloto, que alcançou 41 pódios na elite do automobilismo, incluindo onze vitórias e dezesseis pole positions.

Massa aposta na vitória do holandês Max Verstappen (Red Bull) sobre o britânico Lewis Hamilton (Mercedes), no confronto direto eletrizante entre ambos pelo título quando faltam quatro corridas para o fim da temporada, incluindo a prova deste domingo em Interlagos.

“Na minha opinião, Max merece [o título]. Ele não comete erros. Claro, houve confrontos com Lewis, mas a corrida pelo título é outra coisa”, diz ele.

"Ter pilotos de equipes diferentes lutando pelo título em si é uma coisa muito boa. Ter um campeão diferente seria fantástico para a F1", acrescentou, referindo-se aos seis campeonatos de Hamilton nas últimas sete edições.

Massa falou sobre a necessidade de ter um piloto brasileiro na F1.

"Desde Emerson Fittipaldi [campeão em 1972 e 1974], provavelmente sempre tivemos um brasileiro na F1 e, desde 2017, acabou (.. .) É triste para um país apaixonado por este esporte. "

Embora o paulista tenha esperanças em Caio Collet (19 anos), nono no campeonato de Fórmula 3 de 2021 e apoiado pela equipe Alpine, e em Rafael Cȃmara (16), que vai para a Fórmula 4 com o apoio da Ferrari após vencer no kart.

Espero que "em breve tenhamos outros nomes para vestir as cores" do Brasil, concluiu.

pel/jr/jld/raa/ol/lca

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos