Felipe Gedoz brilha, e Remo vence Ponte Preta em Campinas pela Série B

·5 minuto de leitura
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Na noite deste sábado (17), o Remo contou com o brilho de Felipe Gedoz e bateu a Ponte Preta, por 2 a 1, em Campinas, pela 12ª rodada do Brasileirão Série B. O camisa 10 marcou os dois gols do Leão do Norte, enquanto Dawhan descontou para a equipe campineira. Com o resultado, os visitantes se afastaram ainda mais do Z-4, enquanto a Macaca segue na 19ª posição.

Agora, as duas equipes voltam a campo na próxima terça-feira (20), em jogos válidos pela 13ª rodada do Brasileirão Série B. Às 19h, o Remo recebe o Cruzeiro, no Baenão. Por outro lado, a Ponte Preta viaja até Salvador, onde enfrenta o Vitória, às 21h30.

Remo se agiganta
Logo no primeiro lance do jogo, Dawhan recebeu pela direita, olhou para a área e cruzou. Camilo chegou a tocar na bola com a cabeça, mas errou o alvo. A pressão que parecia que seria toda da Ponte Preta foi, na verdade do Remo. O clube paraense subiu suas linhas e dificultou a saída da equipe da casa.

A pressão logo deu resultado. Aos 9 minutos, Erick Flores roubou a bola de André Luiz e tocou para Felipe Gedoz. O meia, de frente para o gol, dominou e tirou de Ivan, chutando no canto direito e abrindo o placar no Moisés Lucarelli.

Quase o segundo
Após o gol sofrido, a Ponte Preta ensaiou uma pressão, mas abusou dos lançamentos ao campo de ataque, que não resultaram em finalizações de real perigo ao gol defendido pelo goleiro Vinícius.

Em contrapartida, o Remo quase ampliou o marcador aos 20 minutos de bola rolando. Depois de cruzamento vindo da direita, Lucas Siqueira apareceu como elemento surpresa na área e finalizou de primeira. Contudo, pegou mal na bola e mandou para fora.

Trave evita o empate
Nos 15 minutos finais da primeira etapa, a Ponte Preta alugou o campo de defesa do Remo. Assim, trocou passes e rondou a área da equipe visitante, buscando qualquer oportunidade para empatar a partida.

Aos 36 minutos, após uma furada na área, a equipe campineira organizou a jogada pela direita, e Felipe Albuquerque cruzou em direção à área. Fessin subiu bem e testou buscando o canto baixo de Vinícius. A bola beijou a trave e saiu, levando o 1 a 0 a favor do Leão para o intervalo no Moisés Lucarelli.

Retorno sem emoções
A volta do intervalo não contou com grandes lances. As duas equipes tentaram impor seus estilos de jogo, mas ambas se anularam, fazendo um reinício burocrático e de raras investidas.

O melhor lance pelo lado paraense se deu em cobrança de falta de Felipe Gedoz que encontrou Kevem na segunda trave. O zagueiro completou para fora, mas ataque já estava anulado. Pelo lado campineiro, Moisés cruzou, e Dawhan, por pouco, não chegou.

Filme repetido
Passada a marca dos 20 minutos, a partida começou a ganhar emoção no Moisés Lucarelli. Pelo bico direito da área, Richard recebeu, limpou a marcação e cruzou na segunda trave. Fessin subiu e conseguiu cabecear, mas a finalização teve desvio.

Entretanto, o filme da etapa inicial se repetiu para a infelicidade da Macaca e alegria do Remo. Felipe Gedoz dividiu com Ednei e roubou a bola. De frente com Ivan, o camisa 10 limpou o goleiro e ampliou o marcador para os visitantes.

Gol mal anulado
Logo depois de ficar ainda mais em desvantagem, a Ponte Preta quase descontou com Ednei. Moisés cruzou na área, e o zagueiro desviou de cabeça, mas errou o alvo.

Aos 29 minutos, o Remo chegou a fazer o terceiro, mas o gol foi anulado. Após cruzamento na área, Renan Gorne cabeceou, e Ivan espalmou para o lado. Marcos Júnior só teve o trabalho de completar para as redes, mas teve que frear a comemoração. Tanto Renan, quanto Marcos estavam em condição legal. Vale ressaltar que a Série B não conta com o auxílio do VAR.

Dawhan marca em possível despedida
​Partindo para o tudo ou nada, a Ponte Preta conseguiu um pênalti aos 35 minutos. Felipe Albuquerque tentou driblar Igor Fernandes e foi tocado. Na cobrança, Dawhan bateu no canto esquerdo de Vinícius, que foi na bola, mas não conseguiu chegar. Esse pode ter sido o último tento do volante com a camisa pontepretana.

Pouco depois do desconto, João Veras deixou tudo igual após rebote do goleiro Vinícius em chute de Rafael Santos. Entretanto, o atacantes estava adiantado, e o gol foi impugnado pela arbitragem. Assim, o Remo se fechou e segurou o resultado de 2 a 1 até o final para levar os três pontos para Belém.

FICHA TÉCNICA
PONTE PRETA 1 X 2 REMO
​Local
: Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas-SP
Data/Horário: 17 de julho de 2021 (sábado), às 18h30
Árbitro: José Ricardo Vasconcellos Laranjeira (AL)
Assistentes: Pedro Jorge Santos de Araújo (AL) e Rondinelle dos Santos Tavares (AL)
Gol: Felipe Gedoz (9'/1°T) (0-1), (22'/2°T) (0-2), Dawhan (35'/2°T) (1-2)
Cartões amarelos: Richard (Ponte Preta), Victor Andrade (Remo)

PONTE PRETA: Ivan, Felipe Albuquerque, Ednei, Cleylton, Jean Carlos (Rafael Santos, aos 32'/2°T); Dawhan, André Luiz (Vini Locatelli, aos 14'/2°T), Camilo (Renatinho, aos 26'/2°T) e Fessin (João Veras, aos 26'/2°T); Moisés e Richard (Ruan Renato, aos 26'/2°T). Técnico: Gilson Kleina.

REMO: Vinícius, Thiago Ennes, Kevem, Romércio e Igor Fernandes; Anderson Uchôa, Lucas Siqueira (Arthur, aos 0'/2°T) e Felipe Gedoz (Wellington Silva, aos 23'/2°T); Erick Flores (Marcos Júnior, aos 16'/2°T), Victor Andrade (Wallace, aos 8'/2°T) e Dioguinho (Renan Gorne, aos 23'/2°T). Técnico: Felipe Conceição.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos