Felipe Alves culpa gestões antigas, mas acredita em recuperação do São Paulo na próxima temporada

Felipe Alves se consolidou no gol após queda de rendimento de Jandrei (Foto: Divulgação/São Paulo)


Felipe Alves analisou a temporada do São Paulo e falou do efeito de gestões antigas no clube. O goleiro, que chegou na última janela de transferências, conseguiu ganhar espaço e titularidade na equipe de Rogério Ceni nos últimos meses.

ATUAÇÕES: Giuliano Galoppo e Marcos Guilherme desencantam em “última dança” do São Paulo no ano

Veja tabela do Campeonato Brasileiro

Após a saída de Tiago Volpi, Felipe Alves chegou ao Tricolor para reforçar a posição. Disputando titularidade com Jandrei e Thiago Couto, conseguiu seu espaço ao se tornar decisivo nas competições que o São Paulo disputou neste ano, essencial para as classificações para a semifinal da Copa do Brasil e da Copa Sul-Americana, e ao se destacar após uma queda no rendimento de Jandrei, após o - até então titular - enfrentar uma lesão na coluna.

Com uma boa defesa contra o Goiás, na vitória do São Paulo por 4 a 0, o arqueiro avaliou a temporada 2023 do clube e ressaltou que a equipe 'está no caminho certo'.

De acordo com o defensor, muito da dificuldade do Tricolor de conseguir metas maiores se deve ao reflexo de gestões antigas. Atualmente, o clube administra uma dívida estimada em mais de R$ 700 milhões.

- Ninguém se recupera da noite para o dia. Isso leva tempo. É ter calma e paciência que estamos no caminho certo. O São Paulo está pagando pelas más gestões que teve no passado, a torcida tem que acolher a gente e acredita, pois as coisas ainda vão melhorar - disse.

Mesmo com a vitória, devido ao resultado dos outros jogos desta rodada final do Campeonato Brasileiro, o São Paulo encerrará o ano na 9ª colocação da tabela, sem chances de disputar a Copa Libertadores. Felipe Alves afirmou que é fato que os torcedores sempre querem mais, mas destacou que o Tricolor vai correr atrás de outros títulos ano que vem.

- Tem que ter consciência de que as pessoas nunca estarão satisfeitas. Se terminasse na pré, iriam querer a fase de grupos. Chegamos onde podíamos e ano que vem vamos correr atrás dos títulos. Estamos satisfeitos pelo o que apresentamos e alcançamos - concluiu.