'Felipão tem os jogadores na mão', afirma diretoria do Palmeiras

Yahoo Esportes
<em>Técnico tem seis vitórias, dois empates e uma derrota no Verdão (Cesar Greco/Palmeiras)</em>
Técnico tem seis vitórias, dois empates e uma derrota no Verdão (Cesar Greco/Palmeiras)

Maurício Galiotte, Alexandre Mattos e Cícero de Souza estão surpresos com o moral de Felipão com o elenco do Palmeiras. A cúpula alviverde está convencida de que a série de seis vitórias, dois empates e uma única derrota na era do treinador tem tudo a ver com a relação extremamente próxima que o gaúcho desenvolveu com o grupo.

Você já viu o novo app do Yahoo Esportes? Baixe agora!

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

“Os caras estão correndo por ele”, assegura uma fonte do Verdão ouvida pelo Blog. “É incrível como o Felipão tem todos os jogadores na mão”, acrescenta, impressionado com a mudança no comportamento do grupo depois da troca no comando – Roger Machado havia sido demitido, entre outras coisas, por não conseguir fazer os atletas comprarem seu discurso.

Na condição de presidente e diretor-executivo, Galiotte e Mattos receberam muitas críticas por causa da contratação de Felipão. Eles já contavam com as cornetadas, mas apostavam em uma mudança na postura dos jogadores. Mas não com tanta intensidade.

E o que chama mais atenção é que, no primeiro mês de trabalho, Felipão não precisou adotar o estilo linha-dura. “Pelo contrário. Até aqui, ele tem tratado todo mundo como um superpai, só dando carinho mesmo. Não houve um episódio em que o Felipão precisou pegar pesado. Nenhum”, emenda o palmeirense, que acompanha de perto o dia a dia do treinador.

Após a expulsão de Felipe Melo na quinta-feira passada, em jogo que quase causou a eliminação do Palmeiras na Libertadores, coube à diretoria repreender o volante. Felipe Melo acabou multado em 10% de seu salário – em cima dos vencimentos recebidos em carteira -, que equivalem a aproximadamente R$ 30 mil. Felipão só se reuniu com o atleta e pediu que isso não se repetisse mais.

A evolução de titulares e reservas dentro de campo faz o Palmeiras ser o único clube brasileiro com chances reais de brigar por três títulos neste ano. O time é semifinalista da Copa do Brasil (pega o Cruzeiro), está nas quartas de final da Libertadores (encara o Colo Colo, do Chile) e aparece apenas seis pontos atrás do líder São Paulo no Brasileirão (Tricolor, Inter e Flamengo tropeçaram na rodada do fim de semana).

Veja outras notícias do Blog do Jorge Nicola


Leia também