Felipão rechaça vexame do Palmeiras no Mundial de Clubes: 'Jogou, não foi bem, mas é campeão da Libertadores'

LANCE!
·1 minuto de leitura


O Palmeiras conquistou uma marca negativa em sua campanha do Mundial de Clubes, sendo o primeiro clube sul-americano a ocupar o quarto lugar da competição na história. Com isso, as derrotas para Tigres (MEX) e Al-Ahly renderam diversas críticas para a equipe alviverde.

O treinador Felipão, que comandou a equipe no primeiro título da Libertadores da equipe em 1999, comentou sobre o desempenho do Palmeiras no Mundial e logo tratou de rechaçar a ideia de um vexame. Segundo Scolari, dois jogos não podem apagar o título da Libertadores.

Confira a tabela do Brasileirão e simule as últimas rodadas

- Foram dois jogos ruins. Isto não pode apagar o que foi conseguido no dia 30 (título da Libertadores) de janeiro pelo Palmeiras. Há 21 anos o time não ganhava a Libertadores. Ganhou em 1999 e passou 21 anos atrás disso. Então, não pode usar dois jogos como batizador de uma campanha, (chamar de) vexatória, ruim. Não. A campanha do Palmeiras foi muito boa. Ganhou a Libertadores - afirmou à TNT Sports.

Quem será campeão do Brasileirão? Veja os jogos que faltam e palpites da redação do LANCE!

Felipão prosseguiu sua análise sobre a campanha do Palmieras no Mundial de Clubes. Segundo o treinador, que deixou recentemente o Cruzeiro, a equipe realmente não jogou bem, mas continua campeã da Copa Libertadores.

- Depois, teve dois jogos ruins em jogos eliminatórios. Em jogos eliminatórios, detalhes fazem a diferença. Um gol que erra, o adversário marca. No detalhe se perde. Não acho que os torcedores palmeirenses devam olhar por esse prisma (de vexame). Foi lá, jogou, não foi bem, isso sim. Mas é campeão da Libertadores. Não apaga - concluiu.