Felipão não se ilude com sequência do Cruzeiro e quer o time focado em garantir a fuga da Série C

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


Com Luiz Felipe Scolari comandando o Cruzeiro, o time conseguiu 10 pontos em 12 possíveis. O treinador fez quatro partidas no banco da Raposa e teve três vitórias e um empate. O time azul derrotou Operário-PR, Paraná e Botafogo-SP e ficou na igualdade com o Náutico, dando um aproveitamento de 83,3 %.

Outro dado positivo desde a chegada do treinador é que o Cruzeiro deixou a zona de rebaixamento, saindo da 18ª posição e alcançando a 13ª colocação, com 23 pontos. Caso vença o Guarani, na segunda-feira, 9 de novembro, no Mineirão, pela 21ª rodada, o time mineiro poderá até figurar na primeira página da tabela de classificação,

Mas, todo esse bom retrospecto não ilude o experiente treinador, que ainda está firme no seu discurso de consolidar e montar o time e evitar que haja um rebaixamento da equipe para a Série C, algo que assombra torcedores, elenco e dirigentes da Raposa.

-Neste momento, é muito mais importante para nós termos os três pontos e fazermos os três pontos do que jogarmos o futebol que nós queremos jogar com alguma qualidade. Porque nós estamos ainda lá embaixo. precisamos dos resultados e vamos continuar tentando conseguir os pontos até chegarmos a uma determinada situação para podermos ficar mais descansados. Só ficarei tranquilo quando conseguirmos chegar aos 44, 45 pontos e afastar qualquer chance de cair para a Série C-disse o treinador.

Felipão avaliou o jogo do Cruzeiro contra o Botafogo-SP como o pior do time sob sua gestão, apesar da vitória fora de casa.

-O Cruzeiro de hoje, na minha avaliação, dos jogos em que nós jogamos contra o Náutico, Operário, Paraná, eu acredito, na minha observação, foi o pior jogo que nós fizemos tecnicamente porque muitas coisas não deram certo, mas o espírito, a vontade, a disciplina tática superaram todos esses problemas que nós tivemos-completou o técnico.