Felipão 'joga a toalha', fala em fuga da Série C e pensa em 2021

Valinor Conteúdo
·2 minuto de leitura


O Cruzeiro está perto de colocar a última uma “pá de cal” nas suas chances de acesso à Série A. A Raposa tropeçou mais uma vez em casa ao ficar no empate por 0 a 0 com o Cuiabá, nesta terça-feira, 29 de dezembro, no Independência, pela 32ª rodada da Série B.

Com o resultado, o time mineiro chegou aos 41 pontos, não sai da 11ª posição e pode no máximo fazer 59 pontos, o que aumenta a impossibilidade de subir de divisão. Para o time do Mato Grosso, a igualdade foi mais um passo para confirmar seu inédito acesso à elite nacional.

Mesmo com remotas chances matemáticas, o Cruzeiro, que fez apenas três pontos em 12 disputados, travando a reação que a equipe vinha tendo com Felipão no comando da equipe, não mostra desempenho em campo para conseguir uma sequência de vitórias.

O time celeste conseguiu vencer mais de dois jogos seguidos apenas nas três primeiras rodadas do primeiro turno. Logo, o acesso se torna uma “Missão Praticamente Impossível”.

O técnico Luiz Felipe Scolari reforçou que a meta é seguir lutando para evitar o rebaixamento do Cruzeiro para a terceira divisão. Nas contas do treinador, ainda faltam entre três e quatro pontos para afastar de vez o risco de queda.

CONFIRA COMO FICOU A POSIÇÃO DA RAPOSA NA SÉRIE B

-O que eu vim para fazer, e vamos fazer, é tirar o Cruzeiro da Série C. O Cruzeiro tinha 13 pontos, era o 19º e estava há oito ou nove rodadas na zona de rebaixamento. Pronto. Não está. Ganhando três ou quatro pontos, ficará na B- disse o treinador.

Felipão criticou o planejamento do clube, que, no início da temporada optou por ter atletas mais jovens, pois alegava não ter condições de investir em nomes mais “pesados”. O comandante azul disse que houve excesso de confiança na camisa azul para subir de divisão.

-Não sai da Série C só com camisa, sai com jogadores. Não sai só com meninos, sai com jogadores um pouco mais veteranos e mais rodados. Tudo isso é uma questão que temos de estudar para o ano que vem, pronto-completou.

Próximos jogos

O Cruzeiro só volta a campo no dia 8 de janeiro, sexta-feira, contra o Sampaio Corrêa, em São Luis. Os demais compromissos celeste são: Oeste (casa), Juventude (fora), Operário (casa), Náutico (casa) e Paraná (fora).