Felipão elogia Cristiano Ronaldo, mas não o coloca acima de Eusébio e Figo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Cristiano Ronaldo é o maior artilheiro da história de Portugal (Foto: MIGUEL RIOPA / AFP)
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.


Felipão, pentacampeão do mundo com a Seleção Brasileira e ex-comandante de Portugal, fez diversos elogios para Cristiano Ronaldo, mas não o colocou como o maior jogador da história do país, durante entrevista à "GQ Esporte Clube".

- Eu não acredito que a gente possa colocá-lo como o maior de todos os tempos de Portugal porque nós não vivemos em épocas anteriores, em que outros atletas também foram muito importantes para a seleção. Mas posso inserir Cristiano como um dos maiores entre todos os que a seleção já teve ao seu dispor.

> Veja os grupos da Copa do Mundo

O comandante do penta foi o primeiro técnico responsável por convocar Cristiano Ronaldo por Portugal. O veterano explica o que faz com que o camisa sete continue sendo o pilar da equipe de Fernando Santos.

- Desde a primeira convocação, ele vem evoluindo muito, pois é um jogador que se analisa muito, não precisa que os técnicos o analisem. Ele quer o melhor, ele faz com que as coisas aconteçam para ele e busca alternativas para suas dificuldades. Sempre quer melhorar algo que o incomoda.

Felipão também analisou as chances de Portugal na Copa do Mundo do Qatar. A equipe está no Grupo H ao lado de Uruguai, Coreia do Sul e Gana.

- Minha expectativa para Portugal na Copa do Mundo é que eles sonhem, busquem um lugar maravilhoso e joguem como vem jogando. Gostaria que a seleção fosse o mais longe possível. Temos adversários de qualidade, mas sempre buscar a melhor colocação do início ao fim. Se for à final, ótimo. Se for campeão, maravilhoso. Mas se não for, vamos valorizar essa seleção em todos os momentos.

Após conquistar o Mundial com a Seleção Brasileira, Felipão assumiu Portugal ainda em 2022 e deixou a equipe em 2007 após o vice-campeonato na Eurocopa e o 4º lugar na Copa do Mundo da Alemanha. O veterano está sem trabalho desde que deixou o Grêmio, em 2021.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos