Felipão chama Rafinha e Fernandinho para amistoso

Estadão Conteúdo

O técnico Luiz Felipe Scolari convocou nesta terça-feira 16 jogadores que atuam no exterior para o amistoso seleção brasileira contra a África do Sul e chamou o lateral-direito Rafinha, do Bayern de Munique, e o volante Fernandinho, do Manchester City, como grandes novidades. A partida será disputada no dia 5 de março, em Johannesburgo, no Estádio Soccer City.

Rafinha se tornou titular do Bayern de Munique na atual temporada, após a chegada do técnico Pep Guardiola ao clube alemão, e agora ganha a sua primeira chance com Felipão às vésperas da Copa do Mundo. E o lateral-direito ficou com a vaga que vinha sendo ocupada nos últimos amistosos por Maicon.

A situação é parecida com a de Fernandinho, que ganha a sua primeira chance com Felipão, mas não a primeira da sua carreira na seleção brasileira. O volante é um dos destaques do Manchester City, que faz boa temporada, lutando pelo título do Campeonato Inglês e também vivo na Liga dos Campeões da Europa. E Fernandinho ocupou a vaga que vinha sendo de Lucas Leiva, do Liverpool, que está lesionado.

Assim, Felipão chamou dois jogadores que nunca havia convocado exatamente antes da divulgação da lista da seleção brasileira para a Copa do Mundo. Em compensação, os experientes Ronaldinho Gaúcho, do Atlético-MG, e Kaká e Robinho, ambos do Milan, não foram lembrados e agora parecem ainda mais distantes do Mundial do Brasil.

Felipão manteve a base que vem utilizando na seleção brasileira desde que reassumiu o comando da equipe. O treinador voltou a apostar no goleiro Julio Cesar, que acertou a troca do Queens Park Rangers pelo Toronto FC na semana passada, mesmo que a sua contratação não tenha sido oficializada. Com apenas um jogo disputado neste ano, ainda pelo clube inglês, o goleiro não vai entrar em campo por competições oficiais até o amistoso, pois a estreia do Toronto na MLS - a liga norte-americana de futebol - está agendada para o dia 15 de março.

O treinador também chamou jogadores que têm presença garantida na Copa do Mundo, como o atacante Neymar, em fase final de recuperação de lesão, o lateral-direito Daniel Alves e o zagueiro Thiago Silva, alguns dos nomes que devem formar a base da equipe no Mundial.

Dessa vez, porém, Felipão divulgou uma lista mais enxuta, mesmo levando em consideração que os jogadores que atuam no Brasil não foram chamados. Na segunda-feira, o treinador avisou que a lista completa terá entre 18 e 20 jogadores, sob a justificativa de que terá pouco tempo de preparação e nem todos os chamados poderiam ser observados.

A lista divulgada nesta terça por Felipão tem apenas jogadores que atuam fora do Brasil, pois a comissão técnica optou por complementar a relação de convocados com nomes de atletas que jogam no País em data mais próxima ao duelo. Felipão apontou a questão física como o motivo para anunciar em partes a lista de jogadores para este amistoso.

Com isso, Felipão terá mais tempo de observar a evolução de jogadores que atuam no Brasil, assim como dará um período extra para que outros se recuperem fisicamente e posteriormente possam atuar em melhores condições antes de serem convocados. O atacante Fred, que ainda luta para reconquistar o estágio físico ideal após ficar longo tempo afastado dos gramados no ano passado por causa de lesão está incluído neste grupo.

O amistoso com a África do Sul será o último do Brasil antes da convocação para a Copa do Mundo, mas a equipe ainda deve ter compromissos antes do torneio. Nesta terça-feira, a Fifa revelou que o Brasil vai enfrentar a Sérvia em amistoso marcado para o dia 4 de junho - a CBF, porém, não confirmou a realização da partida.

A seleção brasileira vai abrir a Copa do Mundo em 12 de junho, em São Paulo, contra a Croácia. Depois, a equipe dirigida por Felipão enfrentará o México, em 17 de junho, no Castelão, e Camarões, no dia 23, no Mané Garrincha, pela fase grupos do torneio.

Confira a lista de convocados da seleção brasileira para o amistoso com a África do Sul:

Goleiro - Julio Cesar (Queens Park Rangers/Toronto FC).

Zagueiros - David Luiz (Chelsea), Dante (Bayern de Munique) e Thiago Silva (Paris Saint-Germain).

Laterais - Marcelo (Real Madrid), Rafinha (Bayern de Munique) e Daniel Alves (Barcelona).

Volantes - Luiz Gustavo (Wolfsburg), Paulinho (Tottenham), Fernandinho (Manchester City) e Ramires (Chelsea).

Meias - Oscar (Chelsea) e Willian (Chelsea).

Atacantes - Neymar (Barcelona), Bernard (Shakhtar Donetsk) e Hulk (Zenit).

Exibir comentários (0)
Os sites do Yahoo Esportes e do Esporte Interativo agora estão separados. Por favor, escolha qual deseja acessar:
  • Marcelo Fernandes culpa 1º tempo ruim por derrota e cutuca arbitragem

    A Ponte Preta ditou o ritmo do confronto diante do Santos praticamente durante todo o jogo. Em casa, a Macaca marcou com agressividade e também contou com uma noite infeliz da maioria dos jogadores santistas, nesta quinta-feira. "A Ponte jogou muito bem e nós colaboramos", resumiu o técnico Marcelo Fernandes. Mais »

    Gazeta Press - 16 minutos atrás
  • Palmeiras tem disputa por vagas na lista de inscritos do Paulista

    Com duas rodadas para o término da primeira fase do Campeonato Paulista, o técnico Oswaldo de Oliveira já pensa nas quatro alterações que poderá fazer na lista dos 28 inscritos do Palmeiras para a fase de mata-mata do torneio estadual. Mais »

    Estadão Conteúdo - 29 minutos atrás
  • Gil vê chance no Juventus como "presente" e poucas lesões o animam

    Aos 34 anos, Gilberto Ribeiro Gonçalves vem retomando a rotina de jogador de futebol aos poucos. Lançado pelo Corinthians em 1999, marcou época com a camisa alvinegra nos anos subsequentes à virada do século. Conhecido pela perna esquerda habilidosa e físico franzino, que impunha rapidez ao seu jogo, o atacante passou por diversos clubes e saiu do País por duas vezes. Após ficar cerca três anos fora dos gramados por opção pessoal, Gil agora quer aproveitar a oportunidade no Juventus e se anima por não ter sofrido com lesões graves na carreira. Mais »

    Gazeta Press - 32 minutos atrás
  • Gil lamenta ida "fora de hora" ao exterior, mas valoriza títulos no Brasil

    O atacante Gil despontou nos anos 2000 no futebol paulista como uma grande aposta no cenário brasileiro. Apesar de ter ido ao exterior duas vezes, para o Verdy Tokyo-JAP e para o Gimnástic Tarragona-ESP, o jogador - que teve seus melhores momentos vestindo a camisa do Corinthians - reconhece, em bate-papo com a Gazeta Esportiva, que se prejudicou ao não saber o momento certo de deixar o Brasil. Mesmo assim, o atleta, que hoje atravessa um momento de retomada da carreira, se mostra feliz com o que conquistou no mundo do futebol. Mais »

    Gazeta Press - 33 minutos atrás
  • De guarda baixa, Muricy será blindado até "decisão" na Argentina

    A decisão da diretoria do São Paulo em não aceitar a oferta de Muricy Ramalho de entregar o cargo foi dividida. Ao mesmo tempo em que não enxergam no mercado uma opção que resolva os problemas do time em meio à reta final da fase de grupos da Copa Libertadores, os dirigentes estão preocupados com o abatimento do treinador depois de nova derrota em um grande jogo, desta vez para o Palmeiras. Mais »

    Gazeta Press - 36 minutos atrás