Brasil chega pela primeira vez à final do Mundial de ginástica rítmica

·1 min de leitura


A Seleção Brasileira de Conjunto da ginástica rítmica alcançou, nesta sexta-feira, a final do Mundial, na disputa com cinco bolas, pela primeira vez. O torneio acontece em Kitakyushu, no Japão. O Brasil passou de fase com a sétima melhor nota (39,450). A equipe é formada por Maria Eduarda Arakaki, Vitória Guerra, Deborah Medrado, Nicole Pírcio, Beatriz Linhares e Bárbara Galvão.

Até então, a melhor classificação anterior do Brasil também foi a sétima, obtida no Mundial de Madri, em 1975. No entanto, naquela época, a final era disputada por apenas seis conjuntos. O torneio existe desde 1963 e atualmente é disputado em anos que não são olímpicos. Os Jogos de Tóquio, vale lembrar, eram para ser em 2020, mas foram adiados por conta da pandemia. A treinadora Camila Ferezin destaca a importância desse resultado

-Estamos muito felizes com nossos resultados, as sementes que foram plantados há alguns anos estão começando a florescer. Fizemos muito trabalho de repetição e limpeza da coreografia. Num Mundial tudo se define nos detalhes, então focamos milimetricamente na execução- comentou.

Bárbara Domingos na final do individual geral

Na outra disputa, a de três arcos e dois pares de maças, o Brasil obteve a nota 36,000, e ficou em 11º lugar. No geral, o conjunto brasileiro terminou na nona colocação, ficando no top 10 do mundo. Na última quinta-feira, Bárbara Domingos também fez história ao se tornar a primeira brasileira a se classificar a final do individual geral do Mundial, com a 13ª melhor nota.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos