Federer vence e elimina último britânico vivo na chave de Wimbledon

·1 minuto de leitura

LONDRES (Reuters) - Se existia uma oportunidade para derrubar Roger Federer precocemente em Wimbledon, essa era a hora -- era nisso que Cameron Norrie e sua vasta legião de fãs britânicos acreditavam.

Mas a dura vitória do suíço por 6-4 6-4 5-7 e 6-4 na terceira rodada neste sábado diz tudo.

O britânico, 29º do mundo, tinha esperanças de impedir o nono título de Federer no All England Club, ainda mais depois que a jovem britânica Emma Raducanu, 338º do ranking, aprontou das suas mais cedo e também surpreendeu o mundo alcançando as oitavas.

E o fato de Federer mal ter jogado em 18 meses e se manter vivo no torneio após uma partida complicada contra Adrian Mannarino na primeira rodada, na qual o francês desistiu por lesão quando o jogo estava empatado em dois sets a dois, também contava a favor de Norrie, o último britânico ainda vivo na chave de simples.

Mas o suíço, ainda com dificuldades com seus joelhos recém-operados e os 39 anos de idade, mostrou que está preparado para receber quantas pancadas forem necessárias para manter vivo seu sonho de mais uma vez erguer o troféu do Grand Slam inglês.

(Por Pritha Sarkar)

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos