Federer perde em seu segundo jogo após voltar às quadras, em Doha

·2 minuto de leitura
Roger Federer durante a 1ª rodada do torneio em Doha, Catar em 10 de março de 2021

O tenista suíço Roger Federer, que retornou às competições no circuito ATP esta semana após uma ausência de treze meses, foi derrotado nesta quinta-feira em sua segunda partida, contra o georgiano Nikoloz Basilashvili (42º do mundo), por 3-6, 6-1 e 7-5.

Federer, sexto no ranking mundial e que fará 40 anos em agosto, pareceu cansado depois de precisar de 2 horas e 24 minutos na quarta-feira para vencer, em seu jogo de regresso às quadras, o britânico Daniel Evans (28º), por 7-6 (10/8), 3-6 e 7-5.

Basilashvili vai enfrentar o americano Taylor Fritz (33º) nas semifinais do torneio de Doha, na sexta-feira.

Federer se mostrou tranquilo apesar da derrota.

"Vim de tão longe que já estou feliz por ter podido jogar duas partidas com três sets, golpe a golpe. Ainda não estou 100%. Eu vejo, sinto. Mas o objetivo é estar 100% para a temporada na grama", disse o tenista da Basileia.

Agora ele vai se dar um tempo de "24 horas" para decidir se vai participar do torneio em Dubai na próxima semana.

No duelo contra Basilashvili, Federer chegou a ter um match point a seu favor quando estava 5-4 no terceiro set, mas não conseguiu aproveitar.

"Ele é incrível. É um dos melhores jogadores da história. Representa muito para mim jogar contra ele, sempre foi meu ídolo", disse o georgiano.

Federer está fora das competições há treze meses, período em que passou por duas cirurgias no joelho.

A última partida oficial que ele havia jogado antes desta semana foi a semifinal do Aberto da Austrália de 2020, que ele perdeu para o sérvio Novak Djokovic.

Mais tarde, Federer decidiu fazer uma artroscopia no joelho direito, que o incomodava há muito tempo.

A suspensão do circuito ATP por conta da pandemia de covid-19 e uma segunda artroscopia no mesmo joelho, em maio, levou Federer a uma longa ausência das competições, que terminou na quarta-feira em Doha.

gw-ig/dr/pm/aam