Federer está fora do Australian Open

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
·2 min de leitura
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Último torneio disputador foi Federer foi Wimbledon. Foto: Simon Bruty/Anychance/Getty Images
Último torneio disputador foi Federer foi Wimbledon. Foto: Simon Bruty/Anychance/Getty Images

Ao que parece a carreira de um dos maiores tenistas de todos os tempos vai se encaminhando para o fim. O suíço Roger Federer afirmou em entrevista ao jornal "Le Matin" que não vai voltar às competições num futuro próximo.

“Serei capaz de retomar a preparação silenciosamente em janeiro e voltar às sessões na quadra com um suporte complexo em março ou abril. Então, estimo meu retorno às competições no verão (europeu) de 2022. Eu ficaria extremamente surpreso de poder jogar em Wimbledon. Neste verão, decidimos suturar a lesão no meu menisco, o que envolve algum tempo de inatividade. Os médicos, então, aproveitaram para tratar também a minha cartilagem. A combinação dessas duas intervenções requer paciência e prudência”, explicou o multicampeão de 41 anos.

Leia também:

Federer ainda não desistiu de disputar um Grand Slam, mas ele não acredita que possa jogar em Wimbledon, em julho de 2022. O mais provável é que ele se prepare para jogar o US Open, em agosto do próximo ano.

“Minha ambição é ver do que sou capaz pela última vez. Também gostaria de poder me despedir do meu próprio jeito e na quadra de tênis. É por isso que dou tudo de mim na minha reabilitação. Então, sejamos claros, minha vida não vai entrar em colapso se eu não jogar uma final de Grand Slam novamente. Mas seria o maior sonho voltar. E, de fato, ainda acredito nisso. Eu acredito nesses tipos de milagres”, afirmou.

Técnico já havia descartado participação no Australian Open

A declaração de Federer vai de acordo com uma recente declaração do seu técnico, o ex-tenista croata Ivan Ljubicic.

Em entrevista ao Stats Perform, Ljubicic disse que a recuperação de Federer será "passo a passo", e que o suíço só voltará a competir quando estiver totalmente saudável, podendo assim competir visando títulos, mesmo com a idade avançada.

O ano de 2021 já foi de ausência de Federer nos principais torneios da temporada. Ele ficou de fora das Olimpíadas de Tóquio e do US Open por conta da lesão no joelho. Atualmente, o suíço ocupa a 16ª posição do ranking da ATP.

O último torneio que disputou foi em Wimbledon, mantendo uma participação ininterrupta desde 1999.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos