Federer derrota Evans na primeira partida em 14 meses

·1 minuto de leitura
Federer na semifinal do Aberto da Austrália

DOHA (Reuters) - Roger Federer marcou sua volta ansiosamente aguardada às quadras depois de mais de um ano com uma demonstração clássica de tênis ao derrotar Dan Evans por 7-6(8), 3-6 e 7-5 no ATP 250 de Doha nesta quarta-feira.

O suíço de 39 anos não disputava uma partida competitiva há 405 dias e passou por duas cirurgias no joelho em 2020, mas voltou à ação sem tropeços diante do número um do Reino Unido.

A plateia que ocupou o Complexo de Tênis Khalifa de noite mantendo o distanciamento social desfrutou de um duelo de alta qualidade, no qual Evans levou o campeão de 20 torneios de Grand Slam ao limite.

Federer mostrou uma ótima forma física e não vacilou no set decisivo, convertendo um winner de backhand na linha de fundo em seu segundo match point no 12º game.

Foi um momento mágico para Federer, que disse ter percorrido um caminho longo e duro desde sua última partida, uma derrota para Novak Djokovic na semifinal do Aberto da Austrália de 2020.

"É uma boa sensação estar de volta, fico feliz de estar aqui, ganhasse ou perdesse", disse o resistente Federer, que foi dispensado da primeira rodada, após sua quarta vitória em igual número de confrontos com o habilidoso Evans.

"Estava cansado e concentrado em estar cansado, ao invés de ganhar os pontos. Se era para ser eliminado, queria ser eliminado jogando bem."

Federer e Evans haviam jogado cerca de 20 sets de treino na preparação para o torneio, mas o verdadeiro teste era como o suíço se sairia em uma partida de verdade – e a resposta foi enfática.

(Por Martyn Herman)