Federação não manda representantes, e motorista entrega medalhas ao campeão boliviano

·2 min de leitura
Desfecho do campeonato boliviano surpreendeu os torcedores e até a federação local. Foto: Juliana Flister/Getty Images
Desfecho do campeonato boliviano surpreendeu os torcedores e até a federação local. Foto: Juliana Flister/Getty Images

O fã mais fervoroso de futebol pode dizer que já viu de tudo no esporte, mas com certeza não estava preparado para o que aconteceu no último final de semana, na Bolívia. Uma história pra lá de inusitada marcou a decisão do título do campeonato boliviano, vencido pelo Independiente Petrolero.

A equipe chegou à última rodada do torneio nacional em segundo lugar, a um ponto do The Strongest, favorito para levar a taça. Mas o rival era tão favorito que nem a federação do país acreditou que a equipe de La Paz poderia perder o título.

Leia também:

Quando falamos que a federação não acreditou, é verdade: a entidade decidiu nem “perder tempo” de enviar alguma autoridade ao local do jogo, de tão confiante que estava na vitória da equipe da capital. Porém, a história não saiu conforme o planejado.

Para levar o título, o The Strongest precisaria vencer o Santa Cruz, mas a vitória esperada não veio: 1x0 para o rival. Já em Montero, com ares de cinema, um gol de coxa aos seis minutos dos acréscimos do segundo tempo confirmou o triunfo do Independiente, que sagrou-se campeão ao vencer o Guabirá por 3x2.

Como a federação local optou por não mandar ninguém, quem representaria a autoridade na entrega das medalhas? Sobrou para o motorista da Federação, Rúben Suárez. Isso mesmo, o motorista ficou responsável pela cerimônia de premiação. Javier Perou, executivo da empresa que patrocina a competição, e Doriam Montero, completaram o pódio.

"Estou contente, feliz porque o sonho do clube se realizou com esse primeiro título na primeira divisão. Entramos na história do futebol boliviano porque trabalhamos com humildade e responsabilidade”, comemorou Jenny Montaño, presidente do Independiente. Com a vitória, o Independiente garantiu um lugar na Copa Libertadores de 2022. Always Ready, The Strongest e Bolívar são os demais representantes do país.

Ninguém esperava o triunfo do Independiente Petrolero porque tinha acabado de subir para a primeira divisão do país. O time ficou conhecido porque a presidente teve uma postura firme quando o sindicato dos jogadores organizou uma greve contra a Federação devido a graves problemas econômicos que o futebol boliviano passa.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos