Federação Inglesa investiga possível interferência de apostas em jogo do Arsenal

·2 min de leitura
LEEDS, ENGLAND - DECEMBER 18: Joe Gelhardt of Leeds United is shown a yellow card by referee Andre Marriner during the Premier League match between Leeds United  and  Arsenal at Elland Road on December 18, 2021 in Leeds, England. (Photo by Naomi Baker/Getty Images)
Investigação em cima de cartão amarelo recebido por um jogador do Arsenal está sendo feita. Foto: (Naomi Baker/Getty Images)

A Associação de Futebol Inglesa está investigando um cartão amarelo sofrido por um jogador do Arsenal em uma partida da Premier League nesta temporada. A preocupação é de que o ato tenha sido premeditado para favorecer apostas feitas.

Casas de apostas sinalizaram à FA que uma quantia incomum de dinheiro foi colocada palpitando que um jogador do Arsenal receberia o cartão amarelo durante a partida específica da Premier League. Ao portal The Athletic, a FA disse que "Está ciente do assunto em questão e está investigando".

Leia também:

O portal disse saber a identidade do jogador envolvido, mas não irá revelar neste momento para que as investigações não sejam prejudicadas.

Membros de casas de apostas teriam identificado que as apostas eram incomuns, principalmente por terem acontecido durante a partida, o que eleva o valor a ser recebido. Geralmente, as apostas feitas são nos vencedores das partidas.

Casos como esse já aconteceram no futebol de elite da Inglaterra. O ex-jogador do Southampton, Matt Le Tissier, assumiu em sua autobiografia que tentou "ganhar algumas libras na aposta do primeiro lançamento de cobrança lateral".

Na ocasião, ele tentou chutar a bola para fora do campo de jogo para que uma aposta envolvendo a primeira cobrança de lateral da partida fosse batida. Um companheiro de equipe, porém, impediu que a bola saísse e a tentativa foi invalidada.

O caso foi levado para a polícia de Hampshire, mas a investigação não avançou porque foi considerado que "não seria de interesse público e (não) representaria o uso apropriado dos recursos policiais".

Outro caso é do zagueiro Bradley Wood, que foi banido, em 2018, por seis anos por receber cartões amarelos intencionalmente quando jogava pelo Lincoln City.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos