Federação Britânica de Remo quer categoria para transgêneros

Federação Britânica de Remo quer que a entidade que rege o esporte internacionalmente mude sua política de transgêneros. Foto: AP Photo/Kirsty Wigglesworth
Federação Britânica de Remo quer que a entidade que rege o esporte internacionalmente mude sua política de transgêneros. Foto: AP Photo/Kirsty Wigglesworth

O presidente da Federação Britânica de Remo quer que a entidade que rege o esporte internacionalmente mude sua política de transgêneros "por preocupação de que haja uma ameaça ao progresso do esporte feminino pelo qual tanto lutou".

Nesse sentido, Mark Davies sugeriu que a modalidade siga o exemplo do órgão regulador da natação, a FINA, que votou para excluir da categoria feminina qualquer pessoa acima de 12 anos que tenha passado pela puberdade masculina devido a estudos que apontam que eles têm uma vantagem sobre aspectos como força, tamanho, capacidade pulmonar e resistência.

Leia também:

Vale lembrar que a partir do ano que vem as mulheres transgêneros terão que competir em uma “categoria aberta” na natação. No entanto, a maioria dos esportes, incluindo o remo, ainda permite que mulheres trans compitam na categoria feminina se reduzirem sua testosterona por 12 meses.

As palavras de Davies referem-se a uma nova pesquisa no British Journal of Sports Medicine, que descobriu que mulheres transgênero tem vantagens cardiovasculares e de força significativas em comparação com atletas cisgêneros, mesmo depois de tomar hormônios supressores de testosterona por mais de uma semana.

Além disso, cientistas da Universidade de São Paulo descobriram que, no desempenho esportivo, as mulheres transexuais tinham um VO2 máximo médio que era 20,2% mais alta e 18,9% maior em força do que as mulheres em um estudo que analisou o impacto da terapia de estrogênio a longo prazo e a exposição prévia à testosterona durante a puberdade.

O remo está nas Olimpíadas desde a edição de Paris 1900. O esporte deveria estar na primeira edição dos Jogos Olímpicos, em 1896, mas foi cancelado devido a problemas climáticos em Atenas. Apenas provas masculinas eram disputados até Montreal 1976, quando a competição feminina foi introduzida.