Federação Paulista entra na justiça por respiradores com defeitos doados à Volta Redonda

·1 minuto de leitura


A Federação Paulista de Futebol (FPF) entrou na justiça contra a empresa LQL pedindo a devolução do valor pago pelos respiradores que foram doados para a prefeitura de Volta Redonda, de acordo com o portal UOL. A FPF deu o equipamento para a cidade em troca da realização de duas partidas do Campeonato Paulista 2021 em março, quando as partidas de futebol no estado de São Paulo foram paralisadas.

> Confira a classificação atualizada da Libertadores 2021 e simule os resultados

A Federação pede o reembolso pelos dez respiradores comprados com a empresa que foram entregues à prefeitura de Volta Redonda com defeito. A FPF pede R$ 126 mil mais juros e honorários dos advogados. De acordo com o processo, a LQL entregou o equipamento faltando peças essenciais para o funcionamento.

Em abril, foi noticiado que os respirados doados pela FPF para Volta Redonda em troca da realização das partidas entre Mirassol e Corinthians, e São Bento e Palmeiras, pelo Paulistão 2021, estavam com defeito e foram devolvidos à entidade.

Na ocasião, a FPF informou que a LQL concordou em devolver o valor da compra e havia solicitado uma nova nota com uma outra empresa que pudesse entregar os dez respiradores funcionando para Volta Redonda.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos