Federação Paulista ainda não entregou respiradores para Volta Redonda, diz site

LANCE!
·1 minuto de leitura


A Federação Paulista de Futebol (FPF) ainda não repassou para a Prefeitura de Volta Redonda os dez leitos de UTI que prometeu à cidade para que ela recebesse duas partidas do Paulistão 2021. De acordo com o UOL, o investimento de R$ 400 mil ainda não foram desembolsados pela FPF para o pagamento desses respiradores.

> Confira a classificação atualizada do Paulistão 2021 e simule os resultados

- Estamos recebendo os orçamentos para poder entregar a doação. Não terá nenhuma cerimônia ou coisa parecida. O importante é que vai ajudar - disse Reinaldo Carneiro Bastos, presidente da FPF, ao UOL. Os clubes paulistas não pagaram o aluguel do estádio em Volta Redonda em troca da doação de leitos para a cidade.

- Estamos em contato direto com a FPF, nossa relação é muito boa. Quando assumimos a prefeitura, a cidade tinha cinco leitos de UTI para COVID. Já conseguimos chegar a 16. Só a doação da FPF é o dobro do que tínhamos no começo do mandato. Se pudéssemos, faríamos dez parcerias com eles - disse o secretário de comunicação de Volta Redonda Rafael Paiva.

​Com a paralisação do futebol no estado de São Paulo, a FPF fechou um acordo com a cidade de Volta Redonda, no Rio de Janeiro, para a transferências de duas partidas do Paulistão 2021. Mirassol enfrentou o Corinthians e o São Bento encarou o Palmeiras no estádio municipal em troca de dez leitos de UTI para a prefeitura do município.