Fazendo história! Brusque vence Operário-PR e garante permanência na Série B

·4 min de leitura


Na reta final do Brasileirão Série B, o Brusque venceu o Operário, nesta sexta-feira, 18. Os times se enfrentam no Augusto Bauer, em Santa Catarina, pela 37ª rodada da competição nacional. Vencendo por 2 a 0, o Brusque garantiu a primeira permanência no torneio e afastou as chances de rebaixamento.

Aplicativo de resultados do LANCE! está disponível na versão iOS

DOMÍNIO DO BRUSQUE!

O time da casa começou o duelo com tudo. Aos 5, a equipe apareceu com Rodolfo Potiguar, que pegou uma sobra na área e arriscou o chute. No entanto, mandou muito longe.

RESULTADO DA PRESSÃO!

O Brusque seguiu com a alta intensidade e conseguiu balançar as redes do Augusto Bauer. Aos 8, Thiago Alagoano recebeu, na entrada da área, e tocou de primeira para Airton. O lateral-esquerdo avançou dentro da área e mandou para o fundo das redes.

JOGO TRUNCADO…

Depois do gol, os times não conseguiram criar muito. Ou seja, acabaram não chegando com perigo aos goleiros adversários. Aos 29, o Operário chegou com Lucas Mendes, que foi na linha de fundo e cruzou na área. Rafael Chorão fez um corta luz, e Paulo Sérgio bateu em cima da marcação. O camisa 9 ficou pedindo pênalti. Contudo, o árbitro não marcou nada. Na sequência, os paranaenses apareceram com Thomaz, que arriscou de três dedos. Porém, errou o alvo.

IMPEDIDO…

O Brusque chegou com perigo na reta final da etapa. Aos 40, Airton aproveitou jogada em bola parada e cruzou na área. Edu chegou e mandou pelo alto de cabeça, mandando para fora. Além disso, a arbitragem pegou impedimento.

AINDA MOVIMENTADO!

Na volta do intervalo, o Brusque começou com grandes chances de ampliar. No primeiro minuto, Airton recebeu em velocidade pela esquerda e tocou para Garcez, que bateu no gol. A bola pegou um desvio e explodiu na trave.

BICICLETA?

Aos 5, uma nova oportunidade para os donos da casa. No tiro de canto, a bola foi alçada na área. A defesa tentou cortar, mas a bola sobrou para Garcez. De costas, o atacante tentou uma bicicleta, mas a bola foi direto nas mãos do goleiro.

UH!

Aos 8, uma nova chance. Em cobrança de escanteio, a defesa do Operário cortou, e a bola sobrou para Fillipe Souto. O volante bateu no gol e obrigou Thiago Braga a fazer uma grande defesa.

RESPOSTA!

Após as boas investidas do Brusque, o Operário apareceu com perigo. Aos 18, Zé Mateus jogou individualmente pela direita e tocou para trás. Edu recebeu e bateu no gol, quase ampliando o marcador. No entanto, o goleiro mandou para escanteio. Na cobrança, Zé Mateus mandou na área, mas a defesa cortou.

QUE PRESSÃO!

O Brusque não ficou para trás e tratou de ampliar a pressão. Aos 21, Foguinho partiu em velocidade, entrou na área e chutou. O goleiro defendeu. Três minutos depois, Ruan Carneiro lançou para o ataque. Edu recebeu, entrou na área, driblou Odivan e cruzou na cabeça de Garcez, que ampliou o marcador.

PARA FORA!

A pressão dos catarinenses continuou. Depois de Pimpão mandar longe do gol, o Brusque apareceu com Edu, que recebeu o lançamento e mandou de primeira. Contudo, o atacante errou o gol, mandando para tiro de meta.

QUASE O TERCEIRO!

Os anfitriões seguiram em alta intensidade. Dessa forma, aos 36, o time apareceu e quase marcou o terceiro. Na jogada, Garcez avançou em velocidade pela esquerda, driblou e mandou no gol, obrigando Thiago Braga a fazer uma grande defesa.

RUAN CARNEIRO!

O Operário conseguiu algumas chances de perigo, mas acabou parando no paredão do Brusque. Aos 45, os paranaenses apareceram em boa oportunidade, mas o goleiro salvou. Dois minutos depois, no tiro de canto, a bola foi alçada na área. Schumacher desviou, e Odivan bateu à queima-roupa. Ruan salvou mais uma.

FICHA TÉCNICA
Brusque 2 x 0 Operário
Local:
Data:
18/11/2021 - às 19h (de Brasília)
Público:
Renda:
Árbitro:
Felipe Fernandes de Lima (MG)
Assistentes: Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG) e Leonardo Henrique Pereira (MG)
VAR: Marco Aurelio Augusto Fazekas Ferreira (MG)
Cartões amarelos: Éverton Alemão (Brusque); Fabiano, Guedes e Thomaz (Operário)
Cartões vermelhos: -

BRUSQUE (Técnico: Waguinho Dias)

Ruan Carneiro; Toty, Ianson, Éverton Alemão e Airton; Rodolfo Potiguar, Zé Mateus (Evandro, aos 43'/2ºT), Fillipe Souto, Thiago Alagoano e Edu; Garcez (Jhon Cley, aos 43'/2ºT).

OPERÁRIO-PR (Técnico: Ricardo Catalá)

Thiago Braga; Lucas Mendes, Fábio Alemão, Odivan, Reniê e Fabiano; Guedes, Felipe Garcia (Alan, aos 38'/2ºT) e Rafael Chorão; Paulo Sérgio e Thomaz (Alex Silva, aos 39'/2ºT).

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos