Fase do ataque não preocupa, mas Mano recorre a vice-artilheiro do Cruzeiro

THIAGO FERNANDES

BELO HORIZONTE, MG (UOL/FOLHAPRESS) - O Cruzeiro marcou 38 gols em 16 partidas na atual temporada. O ataque está longe de ser um problema da equipe comandada por Mano Menezes. Contudo, este setor sofreu duras críticas nos últimos dois compromissos – o empate por 1 a 1 com o Tombense, pelo Campeonato Mineiro, e a igualdade sem gols com o Joinville, pela Primeira Liga, em Santa Catarina.

Embora não demonstre preocupação com o desempenho ofensivo recente, a comissão técnica efetuou uma mudança na forma de atuar para o jogo contra o Uberlândia, nesta segunda-feira (27), pela nona rodada do Estadual.

"Eu penso que futebol tem seus momentos específicos. Em alguns, a bola entra com mais facilidade, nos outros nem tanto. Às vezes, você vê no futebol um chute sem muita qualidade desviar e entrar lá no cantinho", comentou o treinador.

"Vamos fazer as coisas bem certinhas, que fazendo assim, mantendo o ambiente bom e trabalhando como a gente vem trabalhando, ela vai voltar a entrar. Eu sempre falo isso", acrescentou.

Mano Menezes recorre ao vice-artilheiro do elenco em 2017. O argentino Ramón Ábila será o responsável por substituir Robinho, que sofreu uma lesão muscular na coxa direita, no domingo passado. O centroavante marcou sete gols neste ano e já garantiu a condição de titular para o duelo do torneio regional.

"Veja como é a situação do técnico. Há uma situação e, para solucioná-la, você pode mexer em até três lugares do time. Isso pode balançar um pouco o entrosamento que a equipe tem e não podemos perder. Ao mesmo tempo você quer dar oportunidade a um jogador goleador que é o Ábila. Nesses casos, talvez seja mais coerente colocá-lo. Vamos ver como a equipe se comporta. Se Deus quiser, vamos acertar", concluiu.

O Cruzeiro deve entrar em campo, na noite desta segunda-feira, no Parque do Sabiá, com a seguinte escalação: Rafael; Ezequiel, Léo, Manoel e Diogo Barbosa; Hudson e Ariel Cabral; Thiago Neves, Rafael Sobis e Alisson; Ramón Ábila.