'Fanatismo do pai por Pelé' tornou Filipe Luís jogador de futebol; Gabigol e David Luiz, do Flamengo, se solidarizam


O elenco do Flamengo treinava na tarde desta quinta, 29 de dezembro, quando a morte de Pelé foi confirmada. Após uma homenagem ainda durante a atividade, alguns jogadores do clube se manifestaram e deram emocionantes relatos, começando por Filipe Luís. Segundo o lateral-esquerdo, foi o "fanatismo" do seu pai pelo Rei do Futebol que o levou a ser um jogador profissional.

- Meu pai morava na roça até os 14 anos e escutava o Pelé pela rádio. Era tão fanático, tão fã do Pelé que virou santista. Quando foi morar na cidade, para trabalhar de garçom, foi jogar futebol sem nunca ter visto uma partida pela televisão por causa do Pelé. Não conseguiu ser jogador, obviamente, e, praticamente, me obrigou a ser por causa do Pelé. Não queria, com o sonho dele, me alimentou e me tornou o que sou hoje. Por causa do nosso rei Pelé - afirmou o lateral do Flamengo.

- É uma notícia que nos choca, mas sempre penso que tenho que recordar das pessoas com muita alegria, por tudo que fizeram pelo nosso país, pelo nosso futebol. Uma pessoa que veio de um pequeno sonho, de fazer uma coisa importante, ele mudou a história do nosso futebol, do nosso país perante ao mundo. Hoje, sempre que se escuta do Brasil, todos sabem que o futebol é o futebol verdadeiro por causa do Pelé. Claro, há outros jogadores, mas o Pelé é o maior de todos os tempos. Meus pêsames para a família e que ele possa nos acompanhar lá de cima e nosso futebol o deixe orgulhoso - completou o jogador nascido em 1985 e com passagem pela Seleção Brasileira.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.
Gabigol Pelé
Gabigol Pelé

Gabigol se solidarizou com a morte de Pelé (Foto: Reprodução/@Flamengo)

Atual camisa 10 do Flamengo, Gabriel Barbosa também deu os primeiros passos de sua carreira na Vila Belmiro como o Pelé. O atacante rubro-negro se solidarizou com a família do Rei do Futebol.

- Difícil esse momento. Maior jogador de todos os tempos e que vai existir. Mandar um beijo para toda família. Que Deus os conforte. Edinho (filho do Pelé), meu grande amigo. O que dizer do Rei? É o maior. Acabou falecendo, mas sempre estará vivo em nossos corações. Para sempre será eterno - afirmou o atacante Gabigol, atual camisa 10 do Fla e que vestiu a camisa 10 eternizada pelo Rei.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Já o zagueiro David Luiz falou com o grupo de jogadores antes da homenagem prestada no Ninho.

- Infelizmente é uma notícia ruim. Ele nos deu tudo, vontade de jogar bola. Pelé faleceu. Vamos fazer um minuto de silêncio em homenagem. Momento triste, vamos orar para que a família seja confortada - afirmou o zagueiro e líder do vestiário do Flamengo, antes da oração no CT do clube.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.