Faltou à Tunísia toque final para marcar gols, lamenta técnico

Técnico da seleção da Tunísia, Jalel Kadri, durante partida contra a Austrália na Copa do Mundo do Catar

Por Shady Amir

AL WAKRAH, Catar (Reuters) - O técnico da Tunísia, Jalel Kadri, disse que faltou à sua equipe o toque final para marcar gols na derrota por 1 x 0 para a Austrália no Grupo D da Copa do Mundo do Catar neste sábado, um resultado que coloca em risco a classificação da equipe às oitavas de final do torneio.

O gol de Mitchell Duke aos 23 minutos foi suficiente para a Austrália ganhar uma partida da Copa do Mundo pela primeira vez desde 2010.

A Tunísia agora precisa vencer a atual campeã França em sua última partida da fase de grupos para ter qualquer chance de avançar.

"Faltou-nos o toque final e não fomos realistas. O desempenho no primeiro tempo não estava à altura das expectativas e não criamos muitas chances", disse Kadri aos repórteres.

"A situação mudou no segundo tempo e criamos várias chances, mas não conseguimos colocar a bola na rede."

"A Austrália nos forçou a jogar com seu estilo e estávamos mais reagindo do que agindo, e a Austrália dependia da força física. Portanto, não podemos dizer que produzimos um mau desempenho em geral, mas nos faltou eficácia na frente do gol."

Kadri disse que sentia que sua equipe não merecia perder, mas reconheceu que os tunisianos não conseguiram aproveitar as chances que criaram, enquanto a Austrália marcou com apenas duas finalizações a gol.

"Perdemos uma partida crucial, mas vamos dar tudo o que temos na última partida", disse ele, acrescentando que fará várias mudanças no duelo decisivo contra a França.

"Não mudamos a escalação só por mudar, fazemos ajustes para nos adaptarmos à maneira como as equipes rivais jogam. Vamos analisar nosso desempenho e corrigir nossos erros", disse.

A França, que venceu a Austrália em sua partida, se classificará para as oitavas de final se vencer a Dinamarca mais tarde neste sábado.