Falta de atenção é cobrada e situação do Botafogo no BR vira dramática

Sergio Santana
·2 minuto de leitura


Os minutos iniciais davam a impressão de que seria um Botafogo diferente. E realmente foi: a equipe comandada por Emiliano Díaz mostrou novas e boas características no primeiro tempo contra o RB Bragantino, mas tudo ruiu na etapa complementar e o Massa-Bruta virou a partida. Mais do que qualquer análise, fica o alerta para o Alvinegro, que começa a viver situação dramática no Campeonato Brasileiro.

A derrota deixou o Botafogo com 20 pontos. O time, de praxe, ainda viu o RB Bragantino, um rival direto na luta contra o rebaixamento, "disparar" e chegar aos 23 pontos, pulando para a 15ª colocação. O Alvinegro é o 19º, na frente apenas do Goiás.

Em campo, o primeiro tempo até trouxe atributos animadores para o clube de General Severiano. Mesmo com menos de uma semana de treinamentos, o time já teve uma nova ideia de jogo, principalmente sem a bola. A equipe pressionava alto e ocupava o campo ofensivo com pelo menos cinco jogadores. Mesmo com linha avançada, não deu chance para o RB Bragantino criar uma trama em velocidade.

O placar foi aberto em uma jogada trabalhada. O lance começou no lado direito e a bola rodou até chegar na esquerda, com Victor Luís sem marcação. O lateral encontrou Matheus Babi dentro da área. O atacante cabeceou e saiu para dançar. A comemoração, contudo, pode representar algo para o jogo: parece que o Alvinegro ficou por aquela dança.

Um minuto depois, o Botafogo sofreu com algo que lhe é recorrente durante a temporada: os apagões. Em um lançamento, Victor Luís, Kanu, Marcelo Benevenuto e José Welison falharam e Ytalo empatou. Logo depois de abrir o placar, o Alvinegro permitiu, em um lance marcado por uma falha geral do sistema defensivo, um gol. A falta de atenção voltou a aparecer.

O segundo tempo seguiu o mesmo ritmo. O Botafogo da pressão alta e marcação intensidade parecia até mesmo uma outra equipe, dando lugar a um time com erros recorrentes de passe e sofrendo para encaixar a marcação com os ataques do RB Bragantino.

Seja qual for a avaliação da partida, o Botafogo nunca esteve em uma situação tão difícil no Campeonato Brasileiro como a de agora. A equipe permanece na zona de rebaixamento e parece não mostrar razões que vai reagir em curto prazo, apesar dos minutos de esperança no primeiro tempo.