Falcão se revolta com não marcação de pênalti para o Santos contra o São Bernardo

Falcão ficou na bronca com a arbitragem (Foto: Divulgação / Twitter Santos)


O coordenador esportivo do Santos, Paulo Roberto Falcão, falou em público após o empate do time em 1 a 1 com o São Bernardo e reclamou da arbitragem da partida. Segundo o cartola, o Peixe foi prejudicado pela não marcação de um pênalti no lateral-direito Nathan. O lance aconteceu nos acréscimos do jogo disputado no Estádio Primeiro de Maio, neste domingo (22), pela terceira rodada do Paulistão.

- Os jogos têm sido difíceis, esse é o tipo de lance que muda resultado. A minha preocupação é em relação a isso. Eu só estou falando isso para vocês (jornalistas) porque vocês disseram que foi pênalti. Eu também achei que foi. Ele não tocou na bola, o Nathan foi atropelado. O pênalti foi muito claro - disse.


> Veja a tabela do Paulistão e simule os jogos do Santos

Aos 52 minutos do segundo tempo, o lateral-direito Nathan venceu duas disputas de bola, entrou na área e caiu após choque com Arthur Henrique, do São Bernardo. Os jogadores santistas pediram pênalti, mas o árbitro Salim Fende Chavez mandou o lance seguir. O VAR ratificou a decisão de campo.

Falcão revelou que aconteceram reuniões entre representantes de clubes do Campeonato Paulista e a comissão de arbitragem. Segundo ele, foi solicitado que o torneio tenha os melhores árbitros.

O diretor ironizou o lance deste domingo e clamou pela opinião dos jornalistas presentes.

- Quero saber alguma coisa de vocês (imprensa). Vocês viram o lance pela televisão e chegaram à conclusão que foi pênalti. Queria a confirmação de vocês, porque eu não vou falar mais. Fico feliz porque assim como eu, vocês também acham que foi pênalti - afirmou.

Após empatar com o São Bernardo, o Santos volta a jogar pelo Paulistão na próxima quarta-feira (25), contra o Água Santa. O duelo será disputado na Vila Belmiro, às 21h30.