Fagner fala sobre montagem do Corinthians com reforços: 'Ainda bem que não tô na pele do Sylvinho'

·4 minuto de leitura


O Corinthians vive a expectativa da primeira vez com os seus quatro principais reforços na temporada, Giuliano, Renato Augusto, Róger Guedes e Willian, jogando juntos pela primeira vez, neste domingo (19), às 18h15, contra o América-MG, pela 21ª rodada do Campeonato Brasileiro, na Neo Química Arena.

No Timão desde 2014, o lateral-direito Fagner, um dos líderes do elenco, tem certeza que o técnico Sylvinho utilizará o que tiver de melhor, mas não comprometerá o sistema defensivo, devido a chegada de atletas qualificados do meio-campo para frente.

- Qualidade todos têm. Tudo depende de jogo, adversário, situação do jogo, mas a gente sabe da inteligência e qualidade de cada atleta. Ainda bem que não tô na pele do Sylvinho para resolver isso. Mas tenho certeza que ele vai usar o que tem de melhor, entender e montar uma estratégia, até pra não deixar um setor mais forte que o outro. Sistema é muito importante. Com certeza quem entrar vai cumprir a estratégia para fazermos grandes jogos daqui para frente e conquistar os resultados, que é muito importante – disse o camisa 23 em entrevista coletiva virtual concedida nesta sexta-feira (17).

>> Baixe o novo app de resultados dos LANCE!
>> Confira a tabela do Brasileirão e simule os próximos jogos

Ainda assim, Fagner mostrou muita cautela em falar da realidade corintiana com a chegada dos novos jogadores. O defensor sabe que há um período de adaptação e entrosamento, mesmo que a expectativa com a contratação do quarteto seja grande, inclusive para o elenco. Ele entende que, caso os reforços não levem o Corinthians a briga por títulos nesta temporada, a vinda de Giuliano, Renato, Guedes e Willian já acena um futuro positivo para o clube em 2022.

- Expectativa é muito grande, vejo ciclos. Foram 10 ou 11 anos de muitos títulos, com o passar do tempo, jogadores vão saindo, chegando. Clube passou por situação delicada. Com a chegada desses atletas, esforço para se reforçar a equipe, gera ambição de brigar por título. Temos que figurar entre os primeiros. Se não brigar definitivamente por títulos agora, ter uma equipe completamente forte no ano que vem – destacou o lateral-direito.

Por todo cenário corintiano atual, Fagner acredita que a equipe precisa manter a filosofia de trabalho que possui desde o início do ano, quando o apontamento não era de reforços, mas, sim, de aposta nos garotos da base, e mesmo com a chegada paulatina de reforços no segundo semestre o Time do Povo vem se organizando e já figura no pelotão de cima do Campeonato Brasileiro.

- Acredito que o principal fator é continuar trabalhando da mesma forma de quando começou o campeonato, um time que era descreditado e agora figura entre os seis primeiros, se reforça bem na janela e se cria expectativa. A montagem da equipe é de um ano para o outro, jogadores que aqui estavam vem de um ano atípico, sem férias, outro entendimento, outro ritmo, jogadores que vieram de fora, inatividade até maior, decorrência dos países que estavam, clubes. Temos que entender tudo isso e colocar dentro de campo – afirmou o jogador.

Fagner acredita que será necessário uma potencialização coletiva da equipe, antes de pensar na parte individual.

- As vezes consegue reforçar, mas o Sylvinho não vai ter todos à disposição, todos os jogos, daqui a pouco vai começar quarta domingo e temos que ver a condição física. Expectativa é grande, mas, ao mesmo tempo, temos que ser pé no chão, trabalhando jogo a jogo, para nos fortalecer como equipe individualmente e dos atletas que chegaram, os que estão, os mais jovens, aprendendo com eles, para acrescentar bastante – relatou o ídolo da Fiel.

Das quatro contratações badaladas do Corinthians nesta temporada, apenas uma ainda não estreou, Willian, que treina normalmente com o elenco e deve ir a campo neste fim de semana, contra o América-MG.

- Assim, a qualidade do Willian não se discute, fez muito na Europa. Conquistou. Qualidade, explosão, velocidade. Jogador hoje mais maduro, vai agregar, sabe ler os espaços. Espero que dê certo tanto do meu lado quanto do Fábio. Entrar e ajudar pela qualidade que tem. Quis vir para o Corinthians. Está motivado. Vai fazer de tudo para valer a pena – disse Fagner sobre o seu companheiro de Seleção Brasileira na Copa do Mundo de 2018.

Fagner é o segundo atleta mais experiente do elenco do Corinthians, quando o quesito é tempo no clube. Essa é a sétima temporada consecutiva do clube, no qual ele foi revelado em 2006 e retornou oito anos depois, em 2014. Durante esse período foram três títulos paulistas e dois brasileiros conquistados.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos