Fagner diz que atletas do Corinthians foram 'xingados o tempo todo' em duelo com o Retrô

Fábio Lázaro
·1 minuto de leitura


Após garantir a classificação para a terceira fase da Copa do Brasil nos pênaltis, contra o Retrô (PE), após empate em 1 a 1 no tempo normal, nesta sexta-feira (26), no estádio Elcyr Resende de Mendonça, em Saquarema (RJ), os atletas do Corinthians se desentenderam com os adversários.

Um dos pivôs do desentendimento ao fim da partida foi o lateral-direito corintiano, Fagner, que converteu o pênalti decisivo para o clube do Parque São Jorge e, quando registrado pela Corinthians TV deu a seguinte declaração: "Tem que respeitar".

Através das suas redes sociais, o jogador, que é um dos líderes do elenco, pediu desculpas pelo ocorrido, mas disse que os atletas do Timão foram xingados durante toda a partida pelos profissionais do Azulão, o que deixou o camisa 23 irritado com o que classificou como falta de respeito dos pernambucanos.

- Não gostaria que existisse a confusão após os pênaltis, mas no calor do jogo, e só quem está ali pode saber como é, essas coisas acabam acontecendo. Fomos xingados o tempo todo com grande falta de respeito e provocações que fogem do "normal". Fazia tempo que não vivia isso. Ainda mais diante de tudo que tempos vivido - publicou o lateral.

- Peço desculpas a quem teve que ver tudo isso, pois não é do meu caráter e minha carreira está aí para provar que nunca faltei com respeito com nenhum adversário - concluiu.

Dentro de campo o jogo já havia caminhando de forma bastante pegada. Foram 42 faltas (22 para o Corinthians e 20 para o Retô) e nove cartões amarelos (5 a 4 para a equipe de Camaragibe). Além disso, o árbitro Felipe Fernandes de Lima parou o jogo por diversas vezes para discutir com os atletas.

>> Confira a tabela da Copa do Brasil 2021