Preocupado com prisão da sua mulher, Queiroz está abatido e recusa refeições

Yahoo Notícias
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images
Foto: NELSON ALMEIDA/AFP via Getty Images

Fabrício Queiroz, suspeito de operar um suposto esquema de “rachadinha” no gabinete do então deputado estadual Flávio Bolsonaro na Alerj, está abatido e preocupado com a possibilidade de a mulher dele, Márcia Aguiar, também ser presa, segundo um funcionário do presídio de Bangu 8 relatou ao Extra. O ex-assessor do filho mais velho do presidente da República foi capturado no último dia 18, em Atibaia (SP).

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

A preocupação tirou até o apetite de Queiroz. De acordo com o funcionário da penitenciária, o detento recusou o café da manhã, o almoço e o jantar servidos a ele nos dois primeiros dias na prisão.

Leia também

— A todo tempo ele está cabisbaixo. Tem se mostrado muito abatido, assustado e com muito receio de a esposa ser presa — disse o funcionário.

Márcia é considerada foragida desde a última quinta-feira, quando o marido foi preso. Fabrício Queiroz teve seu perfil fotografado no final da manhã desta terça-feira, no presídio Bangu 8, cinco dias após o Extra noticiar que ele deu entrada na penitenciária sem tirar foto.

Baixe o app do Yahoo Mail em menos de 1 min e receba todos os seus emails em 1 só lugar

Márcia segue foragida

O Ministério Público de Minas Gerais e o Batalhão de Choque da Polícia Militar realizaram nesta terça-feira (23) buscas na casa de parentes de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro.

A operação, feita em parceria com o Ministério Público do Rio de Janeiro, ocorreu na zona norte de Belo Horizonte. O objetivo é prender prender Márcia Oliveira de Aguiar, mulher de Queiroz que está foragida desde a semana passada.

Queiroz foi preso em Atibaia, no interior de São Paulo, na última quinta-feira. No mesmo dia foi decretada a prisão de Márcia, que não se apresentou à polícia e tampouco foi encontrada.

****Com informações do Extra

Siga o Yahoo Notícias no Instagram, Facebook, Twitter e YouTube e aproveite para se logar e deixar aqui abaixo o seu comentário.

Leia também