Fabinho perde pênalti, mas Mbappé brilha e dá vitória ao Monaco

O Monaco deu um passo importante rumo às semifinais da Liga dos Campeões da Europa. Nesta quarta-feira, em jogo adiado da terça, o time francês venceu o Borussia Dortmund por 3 a 2, na casa do rival. O brasileiro Fabinho perdeu um pênalti no começo da partida, mas Mbappé brilhou ao marcar dois gols para os monegascos. O outro gol foi marcado por Sven Bender, contra. Dembélé e Kagawa marcaram para os alemães.

Com o resultado, o Monaco joga pode até perder por 1 a 0 no jogo da volta que ainda assim garante vaga nas semifinais. Um empate também classifica a equipe francesa. O Borussia Dortmund precisa vencer por no mínimo 2 a 0 ou então fazer quatro gols na França. A repetição do placar leva a decisão para a prorrogação e, se necessário, para os pênaltis.

As duas equipes voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, dia 19 de abril, às 15h45 (de Brasília), no Estádio Louis II, em Monaco.

O jogo – Atuando diante de sua torcida, o Borussia Dortmund começou tomando a iniciativa, enquanto o Monaco se defendia. Logo aos quatro minutos, Aubameyang foi lançado no meio da defesa e ia saindo na cara do gol quando Glik chegou para afastar o perigo. Na sequência, Piszczek enfiou boa bola na área para Aubameyang, que dominou e bateu forte, mas mandou por cima.

O Monaco seguia com uma postura mais defensiva, apostando nos contra-ataques para tentar surpreender o adversário. A estratégia do time francês deu certo e aos 15 minutos Mbappé foi lançado nas costas da zaga e acabou derrubado por Sokratis Papastathopoulos na área. O árbitro não hesitou e marcou pênalti. O brasileiro Fabinho foi para a cobrança, mas mandou para fora e desperdiçou uma ótima oportunidade.

A sorte do Monaco era que o Borussia deixava muitos espaços nos contragolpes e o time francês não demorou a abrir o placar. Aos 18, Bernardo Silva arrancou do campo de defesa e tocou na esquerda para Lemar, que chegou cruzando de primeira com o pé esquerdo. Na segunda trave, em posição de impedimento, Mbappé desviou de coxa e abriu o placar.

Em desvantagem no marcador, os donos da casa foram para cima. Na marca de 30 minutos, Ginter recebeu na direita, passou por Raggi e cruzou rasteiro para a área. Kagawa apareceu livre e desviou de leve. A bola saiu rente à trave direita de Subasic. Em seguida, Piszczek dominou de frente para a área e bateu de canhota. A bola foi travada pela zaga e sobrou para Dembélé que, na cara do gol, mandou para fora. A arbitragem, no entanto, já assinalava a posição irregular do atacante.

Perto do final do primeiro tempo, o Monaco chegou ao segundo gol. Aos 34, Raggi avançou pela esquerda e cruzou à meia altura para a área. Sven Bender tentou cortar, mas, desajeitado, cabeceou contra o próprio patrimônio. Burki tentou tirar, mas não conseguiu evitar que a bola morresse no fundo das redes. Aos 39, Bernardo Silva quase marcou o terceiro em finalização da intermediária.

Precisando diminuir o prejuízo, o Borussia cresceu na etapa final e partiu de vez para cima do Monaco. Logo no primeiro minuto, Dembélé assustou o goleiro em cobrança falta. Na sequência, Pulisic foi à linha de fundo e cruzou com perigo para a área. A defesa do time francês cortou. Aos 12 minutos, a insistência dos alemães deu resultado. Sahin cruzou da esquerda, Aubameyang tocou de calcanhar para Kagawa, que tirou Subasic do lance e deixou Dembélé com o gol aberto para marcar.

O gol deu ânimo ao time alemão, que seguiu no ataque em busca do empate. Aos 16 minutos, Raphael Guerreiro avançou pela esquerda, ganhou de Bernardo Silva na dividida e cruzou rasteiro para dentro da área. A bola passou por todo mundo e saiu do outro lado do campo. Aos 26, Dembélé passou por dois marcadores na esquerda e bateu forte. A bola explodiu na defesa antes de chegar na meta defendida por Subasic.

O Monaco se segurava na defesa na tentativa de manter o resultado, mas permanecia atento às possibilidades de contra-ataques. Em uma dessas, aos 30 minutos, quase saiu o terceiro gol. Lemar avançou pela esquerda e lançou para Falcao García, que dominou driblando o goleiro, mas errou a finalização. Em seguida, porém, Mbappé não desperdiçou. Piszczek saiu jogando errado e deu um presente para o atacante francês, que ficou cara a cara com Burki e bateu com categoria.

O Borussia não se entregou depois de sofrer o terceiro gol e seguiu buscando o ataque. A postura ofensiva dos donos da casa foi premiada aos 38 minutos, com tento de Kagawa. O japonês recebeu cruzamento na área, dominou e tirou o zagueiro brasileiro Jemerson da jogada com um corte seco. Frente à frente com Subasic, chutou na saída do goleiro e deu números finais ao confronto.

FICHA TÉCNICA:

BORUSSIA DORTMUND-ALE 2 X 3 MONACO-FRA

Local: Westafalenstadion, em Dortmund (Alemanha)

Data: 12 de abril de 2017, quarta-feira

Horário: 13h45 (de Brasília)

Árbitro: Daniele Orsato (Itália)

Assistentes: Mauro Tonolini e Lorenzo Manganelli (ambos da Itália)

Cartões amarelos: Sokratis Papastathopoulos, Ginter (Borussia Dortmund); Jemerson, Dirar, Fabinho e Subasic (Monaco)

GOLS

BORUSSIA DORTMUND: Dembélé, aos 12 minutos do segundo tempo; Kagawa, aos 38 minutos do segundo tempo

MONACO: Mbappé, aos 18 minutos do primeiro tempo, e aos 33 minutos do segundo tempo; Sven Bender (contra), aos 34 minutos do primeiro tempo

BORUSSIA DORTMUND: Burki; Ginter, Sokratis Papastathopoulos, Sven Bender (Sahin) e Schmelzer (Pulisic); Kagawa, Weigl e Piszczek; Dembélé, Raphael Guerreiro e Aubameyang

Técnico: Thomas Tuchel

MONACO: Subasic; Almamy Touré, Glik, Jemerson e Raggi; Fabinho, João Moutinho, Bernardo Silva (Dirar) e Lemar; Falcao García (Germain) e Mbappé

Técnico: Leonardo Jardim