Fabinho lamenta episódio com delegação do Dortmund e deseja boa recuperação ao zagueiro Bartra

Três explosões diante do ônibus do time alemão deixaram o defensor ferido e fizeram a partida contra o Monaco ser adiada para esta quarta-feira, às 13h45 (de Brasília)

As três explosões diante do ônibus do Borussia Dortmund, quando a delegação do time alemão se encaminhava para o Estádio Signal Iduna Park, deixaram o zagueiro Marc Bartra ferido, com uma fratura no pulso. O incidente fez com que a partida diante do Monaco fosse adiada para esta quarta-feira, às 13h45 (de Brasília). O volante Fabinho, que atua pela equipe monegasca, falou sobre o episódio.

O brasileiro afirmou que já estava no vestiário do estádio quando soube da notícia. Ele lamentou o ocorrido com os jogadores do Dortmund.

- Quando recebemos a notícia, já estávamos dentro do vestiário, já trocados, quase saindo para aquecer. Nos avisaram que o jogo tinha grande chance de ser cancelado pelo o que tinha ocorrido. Fomos buscar informações e nós não tínhamos muitos detalhes. Depois o presidente do Dortmund desceu ao nosso vestiário e falou o que houve. Que o Bartra estava ferido, mas não era nada grave. Agradeceu nossa paciência por esperar se o jogo seria cancelado ou não. Agradeceu a nossa sensibilização. Disse que o estádio estava a nossa disposição para treinar - disse o volante, antes de elogiar a postura do dirigente do time alemão e desejar boa recuperação ao zagueiro Bartra:

- O presidente foi muito gente boa. Ficamos tristes pelo o que houve. A gente vê muita coisa deste tipo acontecendo no mundo, e agora também no futebol. Infelizmente hoje foi. A gente quer dar muita força para os jogadores do Dormund. Não é fácil. Até pelo medo que todos devem ter ficado naquele ônibus. Vamos dar muita força para o Bartra, em particular porque ficou ferido. Agora já estamos no hotel. Vamos descansar porque amanhã (quarta-feira) teremos um jogo difícil. não vai ser fácil, principalmente para eles. Vamos nos preparar.

O jogo entre Borussia Dortmund e Monaco seria realizado nesta terça-feira, às 15h45 (de Brasília). Mas, diante do ocorrido, foi transferido para esta quarta, às 13h45.







E MAIS: