FA abre investigação contra Moyes por ameaças à jornalista

David Moyes took over as Sunderland manager in July 2016

A Federação Inglesa (FA) anunciou, nesta quarta-feira, que abriu investigação contra o treinador escocês David Moyes, do Sunderland, acusado de ameaçar bater em uma jornalista.

O incidente aconteceu depois do empate em casa contra o Burnley, dia 18 de março. A jornalista Vicki Sparks perguntou à Moyes se a presença do dono do Sunderland no estádio tinha aumentado a pressão do clube, quando o time estava na zona perigosa Do rebaixamento.

"De maneira nenhuma", respondeu de maneira seca o técnico escocês, antes de se dirigir à jornalista achando que não estava mais sendo gravado: "Cuidado da próxima vez. Mesmo que você seja mulher, poderia levar uma bofetada".

A FA estipulou prazo até o dia 3 de maio para Moyes reconhecer os atos. A Federação acha que as declarações foram incorretas e que as ameaças danificam a reputação da instituição.

Se reconhecer a culpa, o ex-treinador do Manchester United receberia multa, além de participar de um curso de reciclagem.

"Foi uma irritação do momento. Não era eu. Reconheço meu erro e lamento profundamente. Já pedi desculpas para ela e ela aceitou", confirmou Moyes em coletiva de imprensa no início de abril.

O lanterna Sunderland está a 12 pontos do primeiro time fora da zona de rebaixamento.