F1: Wolff acredita que Red Bull pode ter sucesso caso assuma produção de motores da Honda

Jonathan Noble
·3 minuto de leitura

A Red Bull segue avaliando o que fará com a situação dos motores para a temporada 2022 da Fórmula 1, com a proposta de assumir o programa da Honda sendo a mais bem-vista dentro da marca austríaca. E para Toto Wolff, chefe da Mercedes, a equipe tem capacidade para obter sucesso caso passe a produzir seus próprios motores.

Com o anúncio de saída da Honda, a Red Bull se vê entre essa opção, de se tornar a própria fornecedora de motores, ou ter que reatar a parceria com a Renault, que não terminou em bons termos em 2018.

Leia também:

Verstappen: "90% do grid poderia vencer com a Mercedes" Wolff: Títulos na Fórmula 1 esgotaram todos na Mercedes F1: Tsunoda revela que foi orientado a recusar convite para Euroformula Open; entenda

Porém, um plano como esse depende de algo importante para a marca. Como a Red Bull não teria verba suficiente para entregar atualizações dos motores ao longo do ano, a equipe vem pedindo que a F1 imponha um congelamento nas unidades do início ao fim de uma temporada.

Mas as chances disso ser aprovado são baixas, com apenas a Mercedes se posicionando favorável. Já Renault e Ferrari se colocaram contra.

E Wolff acredita que a experiência da Red Bull como uma empresa de engenharia a coloca em uma boa posição para assumir o programa da Honda e entregar resultados.

"A Red Bull não é apenas uma equipe de corrida muito bem-sucedida, mas também uma companhia de engenharia. Parece que a Honda fez um bom trabalho com as atualizações no motor. Há boas coisas por aí e eles seguirão no próximo ano, dando a eles a chance de serem bem-sucedidos".

"É por isso que acredito que a Red Bull pode ter sucesso caso assuma o programa da Honda e passe a desenvolver seus motores. Mas, a médio prazo, todos vamos inovar, trabalhar em um novo conceito de unidades, que podem ser introduzidas em 2024 ou 2025. Vamos focar nossas atenções nisso".

Wolff acredita que a F1 pode seguir normalmente mesmo com três montadoras caso o plano da Red Bull não vá adiante, mas reconhece que o esporte precisa olhar para o todo e entender o valor de manter uma opção extra.

Ele também acha que é melhor que a F1 faça o possível para garantir a permanência da Red Bull no esporte.

"Acredito que eles não estão muito dispostos a assumir novamente o status de equipe cliente. Acredito que a Honda tenha feito um ótimo trabalho e isso vem dando confiança à Red Bull. Mas também entendo o lado deles de não iniciar uma batalha de gastos com as montadoras".

"É uma proposta sensível que eu apoiaria. Acho que a Red Bull é uma marca tremendamente importante para a F1, e precisamos fazer de tudo para manter as duas equipes no grid, ajudando-os com as opções disponíveis".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Incomodado, Hamilton fala tudo o que pensa sobre Bottas

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.