F1: Williams oficializa Roberts como chefe de equipe e anuncia ex-McLaren como novo CEO

Adam Cooper
·3 minuto de leitura

A Williams oficializou nesta quinta (17) novidades na estrutura da organização da equipe de Fórmula 1. Entre as novidades, tivemos a oficialização de Simon Roberts como chefe de equipe, enquanto o ex-CEO da McLaren, Jost Capito, assumirá o cargo dentro da marca.

Roberts havia assumido o cargo interinamente após a saída de Claire Williams, dias após a confirmação da venda da equipe para a Dorilton Capital e agora assume a titularidade da função. Ele responderá a Capito, que por sua vez responderá ao chefe da Dorilton e presidente-executivo da Williams Matthew Savage.

Leia também:

Wolff: F1 pode aprender com exibição de Alonso com carro de 2005 Red Bull não tem planos para buscar novo patrocinador máster após saída da Aston Martin Haas considera manter privado ações ou consequências sobre caso Mazepin

Capito tem um currículo extenso na área, tendo trabalhado para várias montadoras e equipes de F1 em várias funções.

Um piloto de motos que já competiu no rally Paris-Dakar, ele trabalhou com a BMW no final dos anos 1980 como engenheiro de desenvolvimento de motores antes de ir para a Porsche, assumindo uma função de gerenciamento nos programas de automobilismo em 1989.

Ele foi para a Sauber em 1996 como membro do comitê de gerenciamento, tornando-se chefe de operações dois anos depois. Ele seguiu com a equipe por cinco anos, desenvolvendo relacionamentos com marcas como Ford, Petronas e Red Bull.

Em outubro de 2001, foi para a Ford, como diretor de engenharia de veículos especiais, passando uma década com a montadora em diversos cargos, tornando-se eventualmente diretor global de veículos de performance e desenvolvimento de negócios no esporte a motor.

Em maio de 2012, passou a ser chefe da Volkswagen Motorsport, supervisionando o bem-sucedido programa no Mundial de Rally, antes de assumir o cargo de CEO da McLaren em setembro de 2016. Porém ele ficou apenas cinco meses neste cargo.

Capito voltou à Volkswagen em junho de 2017 para gerenciar a divisão de performance antes de sair em outubro.

"É uma honra para mim me unir à Williams Racing durante esses tempos emocionantes e desafiadores para a equipe e a F1", disse Capito. "É uma honra fazer parte do futuro dessa equipe histórica, que carrega um nome importante para o esporte. Então assumo esse desafio com grande respeito".

Savage acrescentou: "Ele é um indivíduo competitivo e com muita experiência, que já construiu equipes vencedoras. Ele entende a herança da Williams e trabalhará com a equipe em busca de nosso objetivo de voltar ao topo do grid".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Kvyat fora da AlphaTauri! ENTENDA o impacto da mudança e VEJA como está o mercado da F1 21

PODCAST: Como ficará marcada a temporada de 2020 da F1?

Your browser does not support the audio element.