F1: Sexto colocado, Verstappen diz que GP da Turquia foi "corrida para esquecer"

Jonathan Noble
·3 minuto de leitura

Max Verstappen disse que o GP da Turquia, disputado neste domingo (15), foi uma "corrida para esquecer", após uma péssima largada, rodadas e dificuldades com os pneus acabarem com suas esperanças de uma vitória. O piloto da Red Bull era considerado um dos favoritos do fim de semana, ao dominar os treinos e garantir uma vaga na primeira fila do grid.

No entanto, tudo deu errado logo no começo, pois uma largada ruim o colocou no meio do pelotão. Embora tenha feito algum progresso ao recuperar as posições perdidas, rodou enquanto lutava com Sergio Perez pelo segundo lugar e, com isso, teve que fazer um novo pitstop para colocar pneus novos, o que efetivamente o tirou da disputa pelo pódio.

Leia também:

Hamilton vence GP da Turquia e conquista o heptacampeonato da F1 F1: Vettel exalta resultado e diz que queria pôr pneus de pista seca TABELA F1: Hamilton garante hepta com vitória no GP da Turquia

Ao refletir sobre um dia decepcionante, Verstappen tweetou em seu perfil: “Tivemos uma corrida muito difícil nestas condições complicadas e lutamos do início ao fim. É uma prova para esquecer, para ser honesto. ”

Verstappen falou à Sky F1 sobre como estavam ruins as condições de pista, já que a linha de traçado mais seca minimizou as chances de alguém ultrapassar.

“É muito frustrante para ser honesto”, disse Verstappen, que terminou em sexto. “Eu tentei seguir o Checo através dessa linha e de repente eu simplesmente saí um pouco dela e rodei. Tentei manter o carro longe da parede, é claro, e depois vi os pneus ficarem quadrados".

“Com pneus novos, você pode alcançar os caras rapidamente, mas não pode passar. Essa linha já é muito escorregadia. Então é bem frustrante. Tínhamos que apenas esperar as pessoas entrarem nos boxes ou algo assim. ”

Ele acrescentou: “Apenas levei o carro, sem aderência, tentando ir até o fim. Definitivamente não é um grande dia, mas espero que nunca mais estaremos nesta situação de pista tão escorregadia. ”

O companheiro de equipe da Red Bull, Alex Albon, teve um início de corrida encorajador, enquanto ele se esforçava para ser o principal desafiante das duas Racing Points, que lideravam, mas depois que seus pneus intermediários começaram a perder rendimento, seu ritmo diminuiu e ele rodou - o que levou a um pitstop. Albon terminou em sétimo.

“Sinto-me um pouco confuso com a corrida,” disse o piloto tailandês. “No começo, nossas largadas foram muito fracas, mas depois tivemos uma aderência muito boa e conseguimos avançar.

“Ao colocar os intermediários, ficamos com um ritmo incrível e, honestamente, eu senti que estávamos com chances de vitória, pensei que tudo estava indo como planejado, mas eu rodei. Mesmo assim, ainda me sentia bem e era uma corrida longa e tudo podia acontecer.

“Colocamos outro conjunto de pneus, o mesmo composto, e simplesmente não tínhamos aderência nem ritmo. Muito complicado. ”

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

PÓDIO: Hamilton dá show para vencer na Turquia e conquista heptacampeonato; veja debate sobre o GP

PODCAST: O calendário 'pós-pandemia' de 2021 da F1 é o mais correto?

Your browser does not support the audio element.