F1: Ricciardo sugere mudança na pista de Abu Dhabi

Luke Smith
·3 minuto de leitura

O GP de Abu Dhabi serve como corrida de encerramento da temporada da F1 desde 2014 e sediou a etapa final do calendário de 2020 no último final de semana. Após uma corrida sem muita ação, Daniel Ricciardo acredita que a Fórmula 1 deve considerar ajustes no layout do Circuito Yas Marina, dizendo que o entretenimento em suas corridas pode ser “um pouco sombrio”.

As últimas seis edições da corrida foram todas ganhas pelo pole position, enquanto o layout da pista tem sido um ponto polêmico para os pilotos frustrados com as oportunidades de ultrapassagem limitadas.

Leia também:

F1: Chefe da Mercedes sugere alterações no traçado de Yas Marina Análise técnica: o que os testes em Abu Dhabi nos dizem sobre os carros de 2021 da F1?

A corrida de domingo contou com apenas duas ultrapassagens nas últimas 20 voltas e houve pontos em que nenhum piloto correu a menos de um segundo um do outro, levando a dúvidas sobre a adequação da configuração usada em Yas Marina.

De saída da Renault, Ricciardo disse que pessoalmente gostou da corrida depois de um primeiro stint longo, que o viu pular da 11ª colocação no grid para terminar em sétimo.

O australiano, no entanto, aceitou que “não houve muita ação com os outros caras” e sugeriu que o layout usado deveria ser revisto. “É uma pena, porque é um ótimo local”, disse Ricciardo quando questionado pelo Motorsport.com sobre se o GP teria sido chato de assistir.

“Certamente não quero falar mal do lugar, porque quero continuar voltando aqui, porque é incrível”.

“Mas talvez pudéssemos brincar com os layouts. Sei que talvez haja algumas alternativas por aqui, porque infelizmente no domingo é complicado”.

“Às vezes é um pouco sombrio do ponto de vista do entretenimento”.

Max Verstappen conseguiu uma vitória para a Red Bull em Abu Dhabi, sem sofrer pressão dos pilotos da Mercedes.

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, concordou com os pensamentos de Ricciardo, sentindo que a dificuldade para os pilotos seguirem significava que era difícil ter corridas emocionantes.

“A quantidade de mensagens que recebi durante a corrida com o emoji adormecido foi a maior que já recebi”, disse Wolff.

“Acho que precisamos olhar para isso. É muito difícil seguir o rastro em Abu Dhabi. É um local fantástico, a infraestrutura é como nenhuma outra e espetacular”.

“Mas, como vimos com Alonso e Petrov [em 2010], é muito difícil ultrapassar, mesmo se o carro estiver lento na sua frente”.

"Talvez valha a pena dar uma olhada na configuração. Não é da minha conta, mas talvez haja configurações de pista que pudéssemos examinar que a tornariam um pouco mais interessante para fins de ultrapassagem”.

"Mas, novamente, não depende de mim”.

O heptacampeão mundial Lewis Hamilton disse após a corrida que esperava que os novos carros que chegariam em 2022 tornassem mais fácil seguir o caminho. “Espero e oro que em 2022 os carros sejam melhores para seguir”, disse Hamilton.

“Não sei se foi uma corrida chata de assistir, mas assim que você chega em três segundos, você está e em turbulência o tempo todo”.

“Então, eu realmente espero que o que Ross [Brawn] propôs realmente faça a diferença”.

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Kvyat fora da AlphaTauri! ENTENDA o impacto da mudança e VEJA como está o mercado da F1 21

PODCAST: Como ficará marcada a temporada de 2020 da F1?

Your browser does not support the audio element.