F1 ofereceu à China possibilidade de realizar rodada dupla em 2020

Frankie Mao
motorsport.com

Com a primeira parte do calendário de 2020 da Fórmula 1 anunciada, a categoria busca agora fechar o resto do cronograma deste ano, e analisa quais provas podem ser acrescentadas, dentro e fora da Europa. Para tentar realizar o maior número possível de provas, a F1 considera fazer mais rodadas duplas e a China pode entrar nessa lista, que já conta com Áustria e Reino Unido.

A incerteza da pandemia do coronavírus tornou as coisas mais complicadas, e existe agora um plano de contingência de realizar uma ou duas provas a mais na Europa antes de olhar para as opções nos demais continentes.

Leia também:

Role para baixo para continuar lendo
Anúncio

Entenda como Portugal pode voltar a receber a F1 após mais de 20 anosF1: Ex-companheiro, Webber crê que Vettel terá ano sabático em 2021Distanciamento social eliminará cerimônia de pódio tradicional da F1

O GP da China foi a primeira prova da temporada afetada nesse ano, sendo adiada antes mesmo do GP da Austrália, mas a organização sempre manteve a esperança de realizar a prova em 2020 - e agora está em discussão com a Liberty Media sobre o futuro do evento.

O diretor da Secretaria de Esportes de Xangai, Xu Bin, disse na segunda-feira que a cidade está disposta a realizar uma prova nesse ano ao invés de esperar 2021, e que estava ponderando se pretendia dar sequência à proposta de fazer uma rodada dupla.

Falando com uma emissora de rádio local, ele disse: "As organizações esportivas internacionais se preocupam muito com esses eventos de nível mundial na China e em Xangai. Apesar de várias mudanças em nossos eventos devido à pandemia, nós recebemos apoio das organizações esportivas nacionais e internacionais para nossos eventos".

"Nós teremos permissão de realizar eventos em Xangai a partir da segunda metade do ano, dependendo da situação da pandemia".

Quando perguntado sobre a possibilidade de realizar uma rodada dupla da F1, Xu disse: "Nenhuma decisão foi tomada ainda. Mas houve uma proposta da FOM [Formula One Management]".

"A F1 anunciou seu retorno com oito provas na Europa, e sem nenhuma prova na Ásia. A corrida foi adiada para o segundo semestre. Durante a discussão, a FOM perguntou se poderíamos realizar duas provas em Xangai. Ainda não decidimos. Dependerá da situação da pandemia".

VÍDEO: Live com Ricardo Penteado: histórias com Nelsinho, Alonso, Kubica e mais...

PODCAST Motorsport.com entrevista Felipe Massa, último piloto brasileiro da Fórmula 1

Your browser does not support the audio element.

.

Leia também