F1: Mercedes não quer apenas um ano de contrato com Hamilton

Memet Kağan Bilgili
·3 minuto de leitura

O chefe da Mercedes, Toto Wolff, não quer entrar em negociações com Lewis Hamilton que levariam a um contrato de apenas um ano.

Ele mesmo terá seu contrato terminado nesta temporada, e nenhum acordo foi feito para permanecer como chefe da Mercedes.

Leia também:

F1: Mercedes quebra em Portugal recorde que pertencia à Ford desde 1983 Stroll anuncia que Mercedes será acionista e parceira da Aston Martin

De acordo com uma ala da Mercedes, Wolff deve ficar com a equipe em sua missão. Mas a definição exata para essa missão ainda não foi determinada, e ele quer que ela seja finalizada antes que a Fórmula 1 chegue no início do ano.

"Ola (Kallenius, CEO da Daimler) e eu anunciamos que decidimos trabalhar juntos muitas vezes", escreve Wolff.

“As negociações dos contratos estão um pouco mais complicadas porque há uma situação acionária, mas não de um jeito ruim. É apenas um longo processo para colocar tudo no caminho certo.”

“Sabemos que temos tempo até o final do ano para resolver tudo. Nenhum de nós quer entrar no início do ano sem saber.”

Mas quando Wolff falou sobre outro grande contrato que precisava ser feito, ele também deu a entender que seu trabalho poderia ser continuar comandando a equipe.

O outro contrato é o de Lewis Hamilton. Se o hexacampeão mundial não renovar, ficará sem equipe no final de 2020, mas ambas as partes entendem que será assinado.

E a Mercedes está evitando um contrato de um ano com Hamilton para evitar a mesma situação no próximo ano.

Wolff: "Estamos em um novo mundo e a Covid-19 realmente afetou nosso meio ambiente e a maneira como fazemos negócios."

“Mas eu quero que tudo seja feito este ano. Não quero arrastar essa situação para o meio do próximo ano e iniciar as negociações novamente. "

“Devemos todos focar no nosso trabalho; Lewis está guiando, eu lidero a equipe e Ola (Kallenius, CEO da Daimler) girando a roda.”

Falando ao programa Today da BBC Radio 4, Wolff acrescentou: "Se um asteróide atingir a Terra, tudo pode acontecer, mas não há razão para que ele não queira estar no carro mais rápido agora, e nós o queremos no carro, então é uma combinação perfeita."

“Nós dois formamos uma boa equipe, mas mesmo se eu for, as pessoas em Brixworth e Brackley também são muito boas, e acho que você pode se sair muito bem sem mim.”

“E ele tem que continuar sua carreira. Seria ótimo se pudéssemos fazer isso juntos."

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Norris ironiza e diminui recorde de Hamilton, mas volta atrás e pede desculpas; entenda a polêmica

PODCAST: É bom negócio ser companheiro de Max Verstappen na Red Bull?

Your browser does not support the audio element.