F1: Equipes estão divididas sobre formato de dois dias para GPs

Luke Smith
·4 minuto de leitura

Após um teste forçado em Nurburgring e uma segunda tentativa em Ímola, as equipes da Fórmula 1 estão divididas sobre o formato do final de semana em apenas dois dias como uma possibilidade para o futuro no esporte.

Apesar da F1 ter colocado apenas o GP da Emilia Romagna como em dois dias, para testar o formato e aliviar os problemas logísticos após o GP de Portugal, o modelo foi colocado em prática antes do esperado, quando a neblina e a chuva cancelaram os treinos livres de sexta em Nurburgring.

Leia também:

CEO da F1 defende que saída da Honda foi decisão econômica da montadora F1: Ferrari admite que será "muito difícil" lutar pelo terceiro lugar entre construtores Como a compra de ações da Aston Martin pela Mercedes impacta a F1

Isso funcionou como um teste para uma possível mudança de formato para o futuro, reduzindo o número de testes para as equipes, limitando o tempo total no circuito. Os pilotos tiveram em Ímola apenas um treino de 90 minutos no sábado antes de classificação, uma redução significativa em comparação às quatro horas tradicionais.

O tempo reduzido de pista dividiu opiniões no paddock, com o chefe da Racing Point, Otmar Szafnauer, afirmando que o formato "não é a Fórmula 1".

"Precisamos pensar na perspectiva dos fãs: eles gostam desse tipo de formato?", disse. "Achei que eu gostaria, mas ficou estranho para mim. Após 23 anos de sexta, sábado e domingo, pareceu estranho, inatural".

"Chegando para o final de semana, eu estava aberto ao teste, achando que eu gostaria. Mas agora fico com uma sensação estranha de que não é certo, não é a Fórmula 1".

Szafnauer sentiu que as equipes maiores, com mais recursos, ainda teriam uma vantagem mesmo com a limitação do tempo de pista, sem conseguir todos os dados que teriam com a sexta.

"Se você tiver ótimas ferramentas de simulação e técnicas na fábrica, a preparação para a corrida ajuda com um treino comprimido. Se isso acontecer no futuro, teremos que melhorar a infraestrutura nas fábricas para otimizar tudo, assim como as demais".

O chefe de performance da Williams, Dave Robson, sentiu que não seria tão difícil para as equipes se ajustarem às corridas com tempo reduzido de pista, já que todos enfrentariam a mesma situação, mas afirmou que os engenheiros devem fazer de tudo para manter o maior tempo de treinos possível.

"É uma daquelas coisas que afetariam a todas as equipes igualmente, então eu acho que, caso o esporte opte por isso, não acho que seria um grande problema. Mas vocês conhecem os engenheiros: não gostamos de mudanças. Acho que aprenderíamos rápido a nos adaptarmos e tirar o máximo disso, então não acho que seria um grande problema".

O chefe da McLaren, Andreas Seidl, recebeu bem o desafio adicional de um final de semana em dois dias, mas questionou o impacto comercial na ação reduzida em pista.

"Gostamos desse formato, mais compacto. Gostamos desse desafio adicional de acertar tudo com apenas 90 minutos no sábado pela manhã. Mas no final, isso é uma discussão liderada pela F1. Depende, obviamente, dos contratos que estão em vigor com promotores, redes de TV e mais".

"É algo que pode nos ajudar a reduzir gastos e nos ajudaria ao ficar mais tempo em casa, especialmente mecânicos e engenheiros. É algo que podemos ver como positivo".

Toto Wolff ecoou os comentários de Seidl, dizendo que, enquanto a Mercedes se disse mais aberta à adaptação, esse formato não pode funcionar comercialmente para todos os circuitos.

"Eu gosto muito disso. É mais compacto. É necessário adaptação. Você precisa ter o carro em uma boa posição desde o início, não temos tempo de analisar dados e fazer simulações ao longo da noite".

"Mas não acho que isso funcionará para todas as pistas. Acho que haverão grandes corridas, com muitos espectadores novamente, e nesses locais três dias fazem sentido. Penso em Melbourne por exemplo. Não acho que serve para todos, mas em Ímola funcionou muito bem".

Nova parceria com ThePlayer.com, a melhor opção para apostas e diversão no Brasil

Registre-se gratuitamente no ThePlayer.com e acompanhe tudo sobre Fórmula 1 e outros esportes! Você confere o melhor conteúdo sobre o mundo das apostas e fica por dentro das dicas que vão te render muita diversão e também promoções exclusivas. Venha com a gente!

Pai de Verstappen 'mete a colher' e aponta quem prefere entre Pérez x Albon x Hulk para vaga da RBR

PODCAST: Hamilton blefa ou fala a verdade ao ameaçar deixar a F1?

Your browser does not support the audio element.