F1 enterra plano de grid invertido, mas ainda considera uma corrida de classificação

Alan Baldwin
·1 minuto de leitura
Campeonato Mundial de F1

Por Alan Baldwin

LONDRES (Reuters) - A Fórmula 1 abandonou a ideia de realizar corridas com o grid invertido no lugar dos treinos classificatórios em algumas das suas provas, mas ainda está considerando um formato com corrida no sábado, segundo o seu novo chefe, Stefano Domenicali.

O conceito sugerido anteriormente teria os pilotos alinhados na ordem inversa da tabela do campeonato para uma corrida que decidira o grid de largada para o evento principal do domingo.

Um formato revisado agora sob discussão não teria o elemento do grid invertido que foi rejeitado ano passado pelas equipes, incluindo a atual campeã Mercedes.

“O grid invertido acabou. Isso é algo que posso falar para vocês”, disse Domenicali, a repórteres.

“O que estamos vendo... o que pode ser uma abordagem é a chamada corrida de classificação no sábado. Estamos pensando que ela pode ser testada ainda este ano”, acrescentou.

A proposta inicial foi feita ano passado por alguns circuitos que estavam recebendo duas corridas em fins de semana consecutivos, por causa da pandemia de Covid-19, com o risco de que a segunda fosse uma repetição enfadonha da primeira.

Não é mais necessário apoio unânime para uma mudança dessas, mas Domenicali afirmou que nada seria aprovado à força.

(Reportagem de Alan Baldwin)