F1 cancela corridas em Brasil, México, Canadá e EUA em 2020

·2 minuto de leitura
O campeão mundial Lewis Hamilton no pódio depois de vencer sua primeira corrida da temporada

Os Grandes Prêmios da F1 de Brasil, Estados Unidos, Canadá e México não serão disputados neste ano por conta da pandemia de COVID-19, e foram substituídos por três novas provas, em Alemanha, Portugal e Itália, incluídas no calendário de outubro, anunciaram nesta sexta-feira (24) os organizadores do mundial.

A F1 já havia cancelado anteriormente as etapas na Austrália, Mônaco, França, Holanda, Azerbaijão, Cingapura, Japão.

De acordo com os organizadores, o objetivo ainda é realizar entre 15 e 18 corridas, apesar das mudanças causadas pelo coronavírus.

As novas provas incluídas serão nos circuitos de Nürburgring (Alemanha, de 9 a 11 de outubro), Portimão (Portugal, de 23 a 25 de outubro) e Ímola (Itália, de 31 de outubro a 1 de novembro).

Até o momento, foram disputadas três corridas, duas na Áustria e uma na Hungria, emquanto outras duas estão previstas para a Inglaterra (ambas na pista de Silverstone), uma na Espanha (Barcelona), uma na Bélgica (Spa-Francorchamps), duas na Itália (Monza e Mugello) e uma na Rússia (Sochi).

"Estamos felizes em receber Portimão como um novo circuito no calendário da F1 e ver o retorno de Ímola e Nürburgring, que já receberam grandes prêmios no passado", segundo o comunicado dos organizadores.

"Após longas conversas e em estreita colaboração com nossos patrocinadores, também podemos confirmar que, devido à natureza mutável da situação em relação à pandemia da COVID-19, restrições no nível local e a importância de preservar a saúde das comunidades e de nossos colegas, não será possível correr no Brasil, Estados Unidos, México e Canadá nesta temporada", conclui a fonte.

- Novo calendário 2020 da Fórmula 1:

3-5 de julho: Grande Prêmio da Áustria (Spielberg)

10-12 de julho: Grande Prêmio de Estiria (Spielberg)

17-19 de julho: Grande Prêmio da Hungria (Budapeste)

31 de julho–2 de agosto: Grande Prêmio da Grã-Bretanha (Silverstone)

7-9 de agosto: Grande Prêmio Aniversário dos 70 anos da F1 (Silverstone)

14-16 de agosto: Grande Prêmio da Espanha (Barcelona)

28-30 de agosto: Grande Prêmio da Bélgica (Spa-Francorchamps)

4-6 de setembro: Grande Prêmio da Itália (Monza)

11-13 de setembro: Grande Prêmio da Toscana (Mugello)

25-27 de setembro: Grande Prêmio da Rússia (Sochi)

9-11 de outubro: Grande Prêmio de Eifel (Nürburgring)

23-25 de outubro: Grande Prêmio de Portugal (Portimão)

31 de outubro/1º de novembro: Grande Prêmio de Emilia-Romagna (Ímola).

A F1 pretende organizar entre 15 a 18 corridas, ao invés das 22 previstas inicialmente, até o final da temporada, em Abu Dabi em dezembro.

Grandes prêmios cancelados: Austrália, Mônaco, França, Holanda, Azerbaijão, Cingapura, Japão, Brasil, Estados Unidos, México e Canadá.