F1 aposta em show de Justin Timberlake para atrair público dos EUA

Cantor Justin Timberlake em Beverly Hills. 08/01/2017 REUTERS/Mike Blake

LONDRES (Reuters) - O cantor Justin Timberlake foi confirmado como grande atração musical do Grande Prêmio de Fórmula 1 dos Estados Unidos deste ano, depois do sucesso junto ao público da apresentação de Taylor Swift na corrida de 2016.

Timberlake, cuja música "Can't Stop the Feeling" foi indicada ao Oscar e lhe rendeu um 10º Grammy, irá subir ao palco no dia 21 de outubro, um sábado, no Circuito das Américas, em Austinm depois do treino classificatório.

A prova do ano passado encerrou uma tendência de queda de público e atraiu uma plateia recorde de 269 mil pessoas graças ao primeiro show de Taylor no ano, assistido por cerca de 80 mil pessoas.

"O ano passado fez o que esperávamos que fizesse, que não é só ressaltar um evento que já é ótimo, mas também nos dar a chance de expor muita pessoas novas ao esporte", disse o presidente do circuito, Bobby Epstein, à Reuters. "E deu certo".

"Acho que onde vimos uma grande mudança foi na quantidade média de ingressos vendidos por transação, o que me mostrou que as famílias estavam comprando. E por isso acho que iremos ver isso continuar".

A temporada de F1 de 2017, que começou em Melbourne no final de semana passado, é a primeira administrada pela empresa norte-americana Liberty Media, que assumiu o controle da modalidade em janeiro.

A Liberty substituiu a CVC Capital Partners como detentora dos direitos comerciais do esporte, e Chase Carey tomou o lugar de Bernie Ecclestone, de 86 anos, como chefe da F1.

Há tempos a F1 vem lutando para se estabelecer no mercado dos EUA, por isso é grande a esperança de que o espetáculo de Timberlake possa levar mais adiante o sucesso do final de semana de corrida do ano passado.

(Por Alan Baldwin)