F1 adota corridas classificatórias em três GPs desta temporada

·1 minuto de leitura
Pilotos da Fórmula 1, incluindo Max Verstappen da Red Bull, terão uma corrida de classificação em três corridas nesta temporada

A Fórmula 1 adotou por unanimidade um formato de "corridas classificatórias de sprint" de 100 quilômetros no sábado em três Grandes Prêmios nesta temporada, dois na Europa e um fora do Velho Continente, anunciou a F1 em um comunicado nesta segunda-feira.

"Estou muito feliz que todas as equipes tenham apoiado este plano e é uma prova de nossos esforços conjuntos para oferecer algo novo aos nossos fãs, garantindo que respeitamos o legado e a meritocracia do nosso esporte", comentou o CEO da F1, Stefano Domenicali.

"A F1 tem se mostrado mais forte do que nunca, com todos os acionistas trabalhando juntos e muito tem sido para garantir os aspectos esportivo, técnico e financeiro", acrescentou Jean Todt, presidente da Federação Internacional de Autombilismo (FIA).

"Na sexta-feira haverá uma sessão de classificação após a primeira sessão de treinos livres (de uma hora, pela manhã), que determinará o grid de largada para as corridas de classificação de sábado", explicou. "Os resultados das corridas classificatórias de sábado determinarão o grid de largada para a corrida de domingo" de uma distância de cerca de 300 km.

Uma segunda sessão de treinos livres de uma hora também está programada para a manhã de sábado.

Além disso, "os três primeiros da corrida classificatória no sábado receberão pontos" no mundial de pilotos: três para o primeiro, dois para o segundo e um para o terceiro.

A partir das classificações na sexta-feira, as equipes não poderão mais modificar livremente seus carros.

Este acordo terá que ser ratificado agora pelo Conselho Mundial do Automobilismo, cuja próxima reunião está marcada para o dia 9 de julho, o que deve ser apenas uma formalidade.

pel/dep/iga/aam